31 de março de 2020 – Carta da Primeira Presidência

 

31 de março de 2020 – Carta da Primeira Presidência 

 

Aos Santos do Deus Altíssimo:

 

A Primeira Presidência da Igreja Remanescente de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias compartilha uma mensagem de esperança, consolo e bom ânimo.

     Junto com todos no mundo no ano de 2020, os membros da Igreja Remanescente de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, nos encontramos lidando com a epidemia de coronavírus. No final de março e primeiro de abril, começamos a nos perguntar quanto tempo teremos que nos auto-isolar. Nós nos perguntamos por quanto tempo seremos obrigados a adiar nossos cultos na igreja. As autoridades do condado de Jackson nos informaram que não devemos nos encontrar até pelo menos 15 de maio.º, e isso será avaliado à medida que nos aproximarmos dessa data. Muitos afirmaram que quando finalmente pudermos começar a nos reunir novamente, ficaremos realmente agradecidos pela capacidade de realizar cultos.

     Quando pensamos na epidemia atual, vem à mente a conhecida frase: “Isso também passará”. Comecei a refletir sobre a origem dessa frase. A verdade contida nesta frase é mais pertinente para cada um de nós hoje. Em setembro de 1859, Abraham Lincoln citou esta famosa frase em um discurso em Milwaukee, para a Wisconsin State Agricultural Society. Ele disse: “Diz-se que um monarca oriental certa vez encarregou seus sábios de inventar para ele uma sentença para estar sempre à vista, e que deveria ser verdadeira e apropriada em todos os momentos e situações”. Apresentaram-lhe as palavras “E isto também passará”. “Quanto isso expressa!” Lincoln continuou. “Que castigo na hora do orgulho. Quão consolador nas profundezas da aflição!” O ditado é uma aceitação da natureza temporal do homem. O ditado aceita que a tragédia vem e vai na existência humana. Sim, as escrituras falam sobre como as coisas e estados de ser terrenos são temporários, mas somos chamados a perseverar. A perseverança é necessária para vencer as provações desta vida. É preciso espalhar o Evangelho. Quando perseveramos, há a promessa de glória com o Senhor na eternidade. Em muitos lugares nas escrituras lemos sobre sofrimento e perseverança e o reconhecimento de que momentos difíceis realmente passarão. João 16:33 (IV) diz: “Estas coisas vos tenho dito, para que em mim tenhais paz. No mundo tereis tribulações; mas tenha bom ânimo; Eu superei o mundo."

     No momento difícil em que estamos, os membros da igreja estão de fato ativamente engajados em uma boa obra. Há muitas vias possíveis de serviço. O Lunch Partners continua, de forma alterada para manter a segurança; coleta e entrega de alimentos. Muitas oportunidades de serviço são alteradas ou temporariamente suspensas até que o governo remova as restrições, como Armário de Roupas, Academia de Sião, Estúdio de Costura, Missionários em Treinamento, Servas Remanescentes, Guerreiros Remanescentes. Então, esperamos que, à medida que entrarmos em clima mais quente no final da primavera, possamos também desfrutar juntos da Escola de Férias da Igreja, Acampamentos de Jovens (Junior, Junior High, Senior High), várias reuniões da igreja, Conferência Geral, vários Center Place of Zion atividades e coros.

     No livro de Hebreus, capítulo 13, versículo 5,6, o Senhor nos diz: “Não te deixarei, nem te desampararei. Para que possamos dizer com ousadia: O Senhor é meu ajudador, e não temerei o que me fará o homem”.

Nas escrituras, reconhecemos o sofrimento e as provações do mundo, mas nós, como crentes, nos regozijamos porque as provações produzem perseverança, bom caráter e aumentam nossa esperança e confiança em Deus. Quando lemos as escrituras, diferentemente da frase “isso também passará”, elas não apenas aceitam o sofrimento como uma parte inevitável do nosso ciclo de vida, mas uma fonte de aprimoramento pessoal que aproxima cada um de nós de Deus.

     Em II Coríntios 4:17,18 lemos “Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente; enquanto não olhamos para as coisas que se vêem, mas para as que se não vêem; pois as coisas que são vistas são temporais; mas as coisas que não se veem são eternas”.

 

WashYourHands

     Todos nós confiamos em nosso Deus. Uma postagem de e-mail de um pastor cristão do Tennessee chamou minha atenção: “Eu confio em Deus… e uso meu cinto de segurança. Eu confio em Deus... e uso capacete de moto. Confio em Deus... e há coletes salva-vidas suficientes no meu barco para todos a bordo. Eu confio em Deus... e uso luvas de forno com pratos bem quentes. Confio em Deus... e tranco minha casa à noite. Eu confio em Deus... e tenho detectores de fumaça em minha casa. Eu confio em Deus... e tomo meus remédios prescritos. Confio em Deus... e seguirei as melhores orientações para compartilhar a tarefa de achatar a curva. Agir com cautela e sabedoria não indica falta de confiança em Deus.”

     Cada um de nós está ansioso para poder nos encontrar novamente em nossos santuários. Estamos ansiosos para poder nos ver, para compartilhar com segurança apertos de mão e abraços. Até então, vamos cada um de nós segurar firmemente a Vara de Ferro; que cada um de nós “leia, estude e obedeça”. Podemos compartilhar telefonemas, enviar notas e cartas encorajadoras. Podemos reservar um tempo para preparar aquele Culto Inicial ou Sermão, ou aula, que sabemos que em breve poderemos compartilhar. Podemos até agora enviar nosso testemunho “Momentos com o Mestre”.

     Em momentos como esses, nos apegamos a essas escrituras, a esses hinos, que são mais significativos para nós. Há mais ou menos um dia, eu me vi cantando (na minha cabeça), as palavras do Hino #281 (Hinal dos Santos Remanescentes) “Encontrei o Evangelho Glorioso” – tenho certeza de que todos somos gratos por termos encontrado este Evangelho , e isso nos dá consolo, e a certeza de que Deus está ciente de todas as nossas necessidades.

     Que o Senhor abençoe cada um de nós ao buscarmos magnificar nosso chamado, seja membro do sacerdócio ou membro da Igreja. Mais uma vez, em relação à atual epidemia de coronavírus, que o Senhor dê a cada um de nós paz, esperança e encorajamento ao lembrarmos “E isso também passará”. Podemos muito bem usar isso como um tempo de preparação, um tempo para realizar algumas coisas que estivemos ocupados demais para fazer no passado.

 

Michael B. Hogan
Para a Primeira Presidência