26 de maio de 2020 – Carta da Primeira Presidência


26 de maio de 2020 – Carta da Primeira Presidência

Por que igreja? 

 

“Para o aperfeiçoamento dos santos...

edificação do corpo de Cristo”.   

– Ef. 4:12

 

Caros Santos:

 

Serviços

Pastores de ramos e congregações, em consulta com a Primeira Presidência, estão tentando determinar objetivamente quando começar a se reunir pessoalmente novamente. As filiais com frequência normal de menos de dez podem começar a se reunir muito mais cedo do que as filiais maiores, como pode ser visto na lista a seguir. Em nossa última reunião de presidentes de ramo e congregação, as seguintes datas foram discutidas:

 

Filial/Congregação

Blue Springs, MO

Abundância, MO

Cartago, MO

Centro, MO

Primeiro, MI

Primeiro, MO

Parkersburg, WV

Rogers, AR

Sul de Indiana

                     Sperry, tudo bem                                       

Iniciar reunião

14 de junho

14 de junho

3 de maio

14 de junho

Desconhecido

14 de junho

3 de maio

7 de junho

7 de junho

7 de junho

 

Saúde Espiritual

Tem havido muita discussão sobre o impacto econômico e de saúde do COVID-19 e muito menos sobre nossa saúde espiritual. No entanto, isso não significa que ignoramos os perigos do “vírus” para nos reunirmos. Certa vez ouvi um sermão sobre o versículo encontrado em D&C 90:5b: “ Toda verdade é independente naquela esfera em que Deus a colocou, para agir por si mesma, como toda inteligência também, caso contrário não há existência.” O pregador continuou falando sobre um ministro da igreja que ignorou sua própria saúde física para se concentrar em seu ministério. Por causa dessa negligência, ele sofreu um derrame, o que limitou severamente sua capacidade de ministrar depois. Nossa saúde física e saúde espiritual são independentes até certo ponto como diferentes esferas de existência, é por isso que devemos proteger ambas.

 

Isso me traz a minha preocupação: qual será o custo espiritual desse vírus? Precisamos estar adorando juntos e participando das ordenanças juntos, o que não conseguimos fazer há dois meses. Para compensar isso, precisamos ligar e conectar-se aos serviços disponíveis, que foram detalhados anteriormente. Também precisamos aumentar nossa vida diária de estudo e oração, para que ainda estejamos defendendo a fé quando nossos padrões normais de adoração puderem ser retomados.

 

Tenha em mente este versículo encontrado em 1Pet. 5:8 – “ Seja sóbrio, seja vigilante; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, rugindo como leão, procurando a quem possa tragar; os quais resistem firmes na fé.” O tempo de isolamento parece estar chegando ao fim, felizmente, e estamos ansiosos por nosso encontro renovado e o fortalecimento de nossa vida espiritual. 

O profeta Daniel tinha experiência em lidar com leões. Sua vida normal de oração pode tê-lo levado à cova dos leões (Dan. 6:10-16), mas foi sua inocência diante de Deus e do rei que Daniel creditou com sua proteção angelical contra o carnívoro (Dan. 6:22). . O versículo 23 menciona sua fé em Deus, que temos certeza que era uma fé nutrida por sua disciplina espiritual diária. Levemos a sério a ameaça que o “leão” representa e assumamos sobre nós” toda a armadura de Deus, para que possamos resistir às ciladas do diabo” (Efésios 6:11).

 

 

Tenha fé,

 

David Van Frota

Para a Primeira Presidência