Efésios

A Epístola de Paulo Apóstolo aos Efésios

 

CAPÍTULO 1

Redenção por meio de Cristo – A dispensação da plenitude dos tempos – Selo do Espírito.

1 Paulo, apóstolo de Jesus Cristo pela vontade de Deus, aos santos que estão em Éfeso e aos fiéis em Cristo Jesus;

2 Graça a vós e paz da parte de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo.

3 Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nas regiões celestiais em Cristo;

4 Como ele nos escolheu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor;

5 E nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade,

6 Para louvor e glória da sua graça, pela qual nos fez agradáveis a si no Amado;

7 Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a remissão dos pecados, segundo as riquezas da sua graça;

8 Em que abundou para conosco em toda sabedoria e prudência;

9 Tendo-nos dado a conhecer o mistério da sua vontade, segundo o seu beneplácito que em si mesmo propôs;

10 Para que na dispensação da plenitude dos tempos ele pudesse reunir em Cristo todas as coisas, tanto as que estão nos céus como as que estão na terra; mesmo nele;

11 No qual também recebemos herança, sendo predestinados segundo o propósito daquele que faz todas as coisas segundo o conselho de sua vontade;

12 Para que sejamos para louvor da sua glória, que primeiro confiou em Cristo.

13 Em quem também confiastes, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação; no qual também, depois que crestes, fostes selados com o Espírito Santo da promessa,

14 Que é o penhor da nossa herança até a redenção da propriedade adquirida, para louvor da sua glória.

15 Por isso também eu, depois de ter ouvido falar da vossa fé no Senhor Jesus e do vosso amor a todos os santos,

16 Não cessem de dar graças por vós, fazendo menção de vós nas minhas orações;

17 para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, vos dê o espírito de sabedoria e de revelação no pleno conhecimento dele;

18 Os olhos do seu entendimento sendo iluminados; para que saibais qual é a esperança da sua vocação, e quais as riquezas da glória da sua herança nos santos,

19 E qual é a sobreexcelente grandeza do seu poder para conosco, os que cremos, segundo a operação do seu poder,

20 Que operou em Cristo, ressuscitando-o dentre os mortos, e pondo-o à sua direita nos lugares celestiais,

21 Muito acima de todo principado, e potestade, e fortaleza, e domínio, e todo nome que se nomeia, não somente neste mundo, mas também no vindouro;

22 E pôs todas as coisas debaixo de seus pés, e sobre todas as coisas o deu à igreja como cabeça,

23 Que é o seu corpo, a plenitude daquele que preenche tudo em todos.


CAPÍTULO 2

O príncipe das potestades do ar – Salvação pela graça e adoção por meio de Cristo – Fundação da igreja.

1 E vivificou a vós, que estais mortos em delitos e pecados;

2 Onde outrora andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, o espírito que agora opera nos filhos da desobediência;

3 Entre os quais também todos nós antes andávamos nas concupiscências da nossa carne, satisfazendo os desejos da carne e dos pensamentos; e eram por natureza filhos da ira, assim como os outros.

4 Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu grande amor com que nos amou,

5 Mesmo estando nós mortos em nossos pecados, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos);

6 E juntamente nos ressuscitou, e nos fez assentar nos lugares celestiais em Cristo Jesus;

7 Para mostrar nos séculos vindouros a suprema riqueza da sua graça, na sua benignidade para conosco, por meio de Cristo Jesus.

8 Porque pela graça sois salvos por meio da fé; e isso não vem de vocês; mas é dom de Deus;

9 Não de obras, para que ninguém se glorie.

10 Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus de antemão ordenou que andássemos nelas.

11 Portanto, lembrai-vos de que outrora fostes gentios na carne, chamados incircuncisão pelo que se chama circuncisão na carne feita por mãos;

12 Que naquele tempo vocês estavam sem Cristo, sendo estranhos à comunidade de Israel, e estranhos às alianças da promessa, sem esperança, e sem Deus no mundo;

13 Mas agora, em Cristo Jesus, vós que às vezes estivestes longe, pelo sangue de Cristo se aproximaram.

14 Pois ele é a nossa paz, o qual de ambos fez um, e derrubou o muro de separação entre nós;

15 Tendo abolido em sua carne a inimizade, sim, a lei dos mandamentos contida nas ordenanças; para fazer em si mesmo de dois um novo homem, fazendo assim a paz;

16 E para reconciliar ambos com Deus em um corpo pela cruz, havendo matado por meio dela a inimizade;

17 E veio e pregou a paz a vocês que estavam longe, e aos que estavam perto.

18 Porque por ele ambos temos acesso ao Pai em um só Espírito.

19 Agora, pois, já não sois estrangeiros e peregrinos, mas concidadãos dos santos, e da família de Deus;

20 E são edificados sobre o fundamento dos apóstolos e profetas, sendo o próprio Jesus Cristo a principal pedra da esquina;

21 No qual todo o edifício bem ajustado cresce para templo santo no Senhor;

22 No qual também vós juntamente sois edificados para habitação de Deus no Espírito.


CAPÍTULO 3

Mistério do evangelho – A família (reino) no céu e na terra – O amor de Cristo.

1 Por isso, eu, Paulo, sou prisioneiro de Jesus Cristo entre vós, gentios.

2 Para a dispensação da graça de Deus que me foi dada a vós;

3 Como ouvistes que por revelação ele me deu a conhecer o mistério de Cristo; como escrevi antes em poucas palavras;

4 Pelo qual, lendo, podeis compreender o meu conhecimento no mistério de Cristo,

5 Que em outros tempos não foi dado a conhecer aos filhos dos homens, como agora é revelado a seus santos apóstolos e profetas pelo Espírito;

6 Para que os gentios sejam co-herdeiros e do mesmo corpo, e participantes da promessa em Cristo pelo evangelho;

7 Do qual fui constituído ministro, segundo o dom da graça de Deus que me foi dado pela operação eficaz do seu poder.

8 A mim, que sou o menor de todos os santos, me foi dada esta graça de pregar entre os gentios as insondáveis riquezas de Cristo;

9 E para fazer ver a todos qual é a dispensação do mistério, que desde o princípio do mundo esteve oculto em Deus, que criou todas as coisas por Jesus Cristo;

10 Para que agora aos principados e potestades nos céus seja conhecida pela igreja a multiforme sabedoria de Deus,

11 Segundo o eterno propósito que fez em Cristo Jesus, nosso Senhor;

12 Em quem temos ousadia e acesso com confiança pela fé dele.

13 Por isso desejo que não desfaleçais nas minhas tribulações por vós, que é a vossa glória.

14 Por isso me ponho de joelhos perante o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo,

15 Do qual toda a família nos céus e na terra toma o nome,

16 para que, segundo as riquezas da sua glória, vos conceda que sejais fortalecidos com poder pelo seu Espírito no homem interior;

17 Para que Cristo habite pela fé em vossos corações; que vós, estando arraigados e fundados em amor,

18 possa compreender com todos os santos qual é a largura, e o comprimento, e a profundidade, e a altura;

19 E conhecer o amor de Cristo, que excede todo o entendimento, para que sejais cheios de toda a plenitude de Deus.

20 Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera,

21 A ele seja a glória na igreja por Cristo Jesus por todos os séculos, pelos séculos dos séculos. Um homem.


CAPÍTULO 4

Um corpo; um espírito; uma esperança; um Senhor; uma fé; um batismo – Oficiais da igreja, Cristo a cabeça – Selo do Espírito.

1 Eu, pois, o prisioneiro do Senhor, rogo-vos que andeis dignos da vocação com que fostes chamados,

2 Com toda a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor;

3 Esforçando-se por guardar a unidade do Espírito pelo vínculo da paz,

4 Em um só corpo e um só Espírito, assim como sois chamados na mesma esperança da vossa vocação;

5 Um só Senhor, uma só fé, um só batismo,

6 Um só Deus e Pai de todos, que está acima de todos, e por todos, e em todos vocês.

7 Mas a cada um de nós foi dada a graça segundo a medida do dom de Cristo.

8 Por isso diz: Subindo às alturas, levou cativo o cativeiro, e deu dons aos homens.

9 (Agora que ele subiu, o que é, senão que também desceu primeiro às partes mais baixas da terra?

10 Aquele que desceu é também o mesmo que subiu ao céu, para glorificar aquele que reina sobre todos os céus, a fim de encher todas as coisas.)

11 E ele deu alguns, apóstolos; e alguns, profetas; e alguns, evangelistas; e alguns, pastores e professores;

12 Para o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo;

13 Até que, na unidade da fé, todos cheguemos ao conhecimento do Filho de Deus, a varão perfeito, à medida da estatura completa de Cristo;

14 Para que não sejamos mais meninos, inconstantes e levados ao redor por todo vento de doutrina, pelo engano dos homens e pela astúcia com que armam ciladas para enganar;

15 Mas, falando a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo;

16 De quem todo o corpo bem ajustado e compactado pelo que cada junta fornece, segundo a operação eficaz na medida de cada parte, aumenta o corpo para edificação de si mesmo em amor.

17 Portanto, digo isto e testifico no Senhor, que doravante não andeis como andam os outros gentios, na vaidade de seus pensamentos,

18 obscurecidos de entendimento, apartados da vida de Deus pela ignorância que há neles, por causa da cegueira do seu coração;

19 Os quais, insensíveis, se entregaram à lascívia, para praticarem com ganância toda impureza.

20 Mas vós não aprendestes assim a Cristo;

21 Se é que o aprendestes e nele fostes ensinados, como está a verdade em Jesus;

22 E agora vos falo a respeito do trato anterior, exortando-vos a despojar-vos do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano;

23 E seja renovado na mente do Espírito;

24 E vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade.

25 Portanto, deixando de lado a mentira, fale cada um a verdade com o seu próximo; pois somos membros uns dos outros.

26 Podeis irar-vos e não pecar? não se ponha o sol sobre a tua ira;

27 Nem deis lugar ao diabo.

28 Aquele que furtava não furte mais; antes, trabalhe, trabalhando com as mãos para o bem, para que tenha o que dar ao necessitado.

29 Não saia da vossa boca nenhuma palavra corrupta, mas o que for bom para edificação, para que dê graça aos ouvintes.

30 E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual estais selados para o dia da redenção.

31 Afastem-se de vós toda amargura, e ira, e ira, e clamor, e maledicência, com toda malícia;

32 E sede bondosos uns para com os outros, compassivos, perdoando-vos uns aos outros, assim como Deus por amor de Cristo vos perdoou.


CAPÍTULO 5

Frutos do Espírito – O marido a cabeça da esposa – Cristo a cabeça da igreja.

1 Sede, pois, seguidores de Deus, como filhos queridos;

2 E andai em amor, como também Cristo nos amou, e se entregou a si mesmo por nós como oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave.

3 Mas a fornicação, e toda a impureza ou avareza, nem uma só vez seja nomeada entre vós, como convém a santos;

4 Nem torpezas, nem conversas tolas, nem gracejos, que não convêm; mas sim de agradecimento.

5 Pois bem sabeis que nenhum devasso, nem impuro, nem avarento, que é idólatra, tem herança no reino de Cristo e de Deus.

6 Ninguém vos engane com palavras vãs; pois por causa dessas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência.

7 Portanto, não sejais participantes com eles.

8 Porque outrora fostes trevas, mas agora sois luz no Senhor; andem como filhos da luz;

9 (Porque o fruto do Espírito está em toda a bondade, justiça e verdade;)

10 Provando o que é aceitável ao Senhor.

11 E não tenhais comunhão com as obras infrutíferas das trevas, mas antes repreendei-as.

12 Pois é até vergonhoso falar das coisas que eles fazem em segredo.

13 Mas todas as coisas reprovadas são manifestadas pela luz; pois tudo o que torna manifesto é luz.

14 Por isso diz: Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te esclarecerá.

15 Vede, pois, que andeis prudentemente, não como néscios, mas como sábios,

16 Resgatando o tempo, porque os dias são maus.

17 Portanto, não sejais insensatos, mas compreendei qual é a vontade do Senhor.

18 E não vos embriagueis com vinho, em que há excesso; mas seja cheio do Espírito;

19 Falando entre si com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando e louvando de coração ao Senhor;

20 Dando sempre graças por tudo a Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo;

21 Sujeitem-se uns aos outros no temor de Deus.

22 Mulheres, sujeitem-se a seus próprios maridos, como ao Senhor.

23 Porque o marido é o cabeça da mulher, assim como Cristo é o cabeça da igreja; e ele é o Salvador do corpo.

24 Portanto, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres estejam em tudo com seus maridos.

25 Maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja e se entregou por ela;

26 Para santificá-lo e purificá-lo com a lavagem da água pela palavra,

27 Para que a apresentasse a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante; mas que seja santo e sem defeito.

28 Assim devem os homens amar suas mulheres como a seus próprios corpos. Aquele que ama sua esposa ama a si mesmo.

29 Pois nenhum homem jamais odiou a sua própria carne; mas a nutre e acalenta, assim como o Senhor a igreja;

30 Porque somos membros do seu corpo, da sua carne e dos seus ossos.

31 Por isso deixará o homem pai e mãe, e se unirá à sua mulher, e serão os dois uma só carne.

32 Este é um grande mistério; mas falo a respeito de Cristo e da igreja.

33 Todavia, cada um de vós em particular ame a sua mulher como a si mesmo; e a esposa cuida para que ela reverencie seu marido.


CAPÍTULO 6

O dever dos filhos e servos – Nossa vida é uma guerra – A armadura do cristão.

1 Filhos, obedeçam a seus pais no Senhor; pois isso está certo.

2 Honra teu pai e tua mãe; que é o primeiro mandamento com promessa;

3 Para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra.

4 E vós, pais, não provoqueis à ira vossos filhos; mas crie-os na doutrina e admoestação do Senhor.

5 Servos, obedecei aos vossos senhores segundo a carne, com temor e tremor, na singeleza de vosso coração, como a Cristo;

6 Não com serviço visual, como para agradar aos homens; mas como servos de Cristo, fazendo a vontade de Deus de coração;

7 Servindo de boa vontade, como ao Senhor, e não aos homens;

8 Sabendo que todo bem que alguém fizer, isso receberá do Senhor, seja ele escravo ou livre.

9 E, senhores, fazei-lhes o mesmo, evitando ameaças; sabendo que seu Mestre também está no céu; nem há respeito de pessoas com ele.

10 Finalmente, meus irmãos, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder.

11 Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais resistir às ciladas do diabo.

12 Porque não lutamos contra a carne e o sangue, mas contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste mundo, contra a maldade espiritual nas alturas.

13 Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau, e tendo feito tudo para permanecer firmes.

14 Permanecei, pois, tendo os vossos lombos cingidos com a verdade e vestidos a couraça da justiça;

15 Calçai os pés com a preparação do evangelho da paz;

16 Acima de tudo, tomando o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno.

17 E tomai o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus;

18 orando sempre com toda oração e súplica no Espírito, e vigiando para isso com toda perseverança e súplica por todos os santos;

19 E por mim, para que me seja dada a palavra, para que eu abra a minha boca com ousadia, para dar a conhecer o mistério do evangelho,

20 Pelo qual sou embaixador em obrigações; para que eu possa falar com ousadia, como devo falar.

21 Mas para que também saibais o que faço e como estou, Tíquico, irmão amado e fiel ministro no Senhor, vos dará a conhecer todas as coisas;

22 A quem vos enviei com o mesmo propósito, para que conheçais os nossos negócios e para que ele conforte os vossos corações.

23 Paz seja com os irmãos, e amor com fé, da parte de Deus Pai e do Senhor Jesus Cristo.

24 A graça seja com todos os que amam a nosso Senhor Jesus Cristo com sinceridade. Um homem. Escrito de Roma aos Efésios por Tíquico.

Biblioteca das Escrituras:

Dica de pesquisa

Digite uma única palavra ou use aspas para pesquisar uma frase inteira (por exemplo, "porque Deus amou o mundo de tal maneira").

The Remnant Church Headquarters in Historic District Independence, MO. Church Seal 1830 Joseph Smith - Church History - Zionic Endeavors - Center Place

Para recursos adicionais, visite nosso Recursos para membros página.