Aula 4

Aula 4

Palestra 4:1a Tendo mostrado na terceira palestra que as idéias corretas do caráter de Deus são necessárias para o exercício da fé nele para vida e salvação,

Lecture 4:1b e que sem idéias corretas de seu caráter, as mentes dos homens não poderiam ter poder suficiente com Deus para o exercício da fé necessária ao gozo da vida eterna,

Lecture 4:1c e que as idéias corretas de seu caráter estabelecem um fundamento no que diz respeito ao seu caráter para o exercício da fé, de modo a desfrutar da plenitude da bênção do evangelho de Jesus Cristo, sim, a glória eterna;

Aula 4:1d, agora iremos mostrar a conexão que existe entre as idéias corretas dos atributos de Deus e o exercício da fé nele para a vida eterna.

Palestra 4:2a Observemos aqui que o verdadeiro desígnio que o Deus do céu tinha em vista ao tornar a família humana familiarizada com seus atributos, era que eles, por meio das idéias da existência de seus atributos, pudessem exercer fé em ele, e pelo exercício da fé nele, pode obter a vida eterna.

Lecture 4:2b Pois sem a idéia da existência dos atributos que pertencem a Deus, as mentes dos homens não poderiam ter poder para exercer fé nele a fim de alcançar a vida eterna.

Lição 4:2c O Deus do céu, compreendendo mais perfeitamente a constituição da natureza humana e a fraqueza dos homens, sabia o que era necessário ser revelado e que idéias deveriam ser plantadas em suas mentes para que pudessem exercer fé. nele para a vida eterna.

Palestra 4:3a Tendo dito isso, passaremos a examinar os atributos de Deus, conforme estabelecido em suas revelações à família humana, e mostrar quão necessárias são as idéias corretas de seus atributos, para permitir que os homens exerçam fé nele. .

Palestra 4:3b Pois sem que essas idéias fossem plantadas na mente dos homens, estaria fora do poder de qualquer pessoa ou pessoas exercer fé em Deus para obter a vida eterna.

Palestra 4:3c De modo que as comunicações divinas feitas aos homens em primeira instância, foram projetadas para estabelecer em suas mentes as idéias necessárias para capacitá-los a exercer fé em Deus e, por esse meio, ser participantes de sua glória.

Palestra 4:4 Temos nas revelações que ele deu à família humana, o seguinte relato de seus atributos:

Aula 4:5 Primeiro – Conhecimento:

Palestra 4:5a Atos 15:18, “Conhecidas por Deus são todas as suas obras desde o princípio do mundo”.

Palestra 4:5b Isaías 46:9-10: “Lembrai-vos das coisas passadas da antiguidade, porque eu sou Deus, e não há outro; Eu sou Deus, e ninguém há como eu, que desde o princípio anuncio o fim, e desde os tempos antigos as coisas que ainda não se fizeram, dizendo: O meu conselho permanecerá firme, e farei toda a minha vontade”.

Palestra 4:6 Segundo – Fé, ou poder:

Palestra 4:6a Heb. 11:3, “Pela fé entendemos que os mundos foram formados pela palavra de Deus.”

Palestra 4:6b Gn 1:1, “No princípio criou Deus os céus e a terra”.

Lição 4:6c Isaías 14:24, 27: “O Senhor dos Exércitos jurou, dizendo: Como pensei, assim acontecerá; e como propus, assim será. . . Pois o Senhor dos Exércitos determinou, e quem o anulará? e sua mão está estendida, e quem a fará voltar?”

Palestra 4:7 Terceiro – Justiça:

Palestra 4:7a Sal. 89:14, “Justiça e juízo são a habitação do teu trono”.

Palestra 4:7b Isaías 45:21: “Dizei-lhes, e aproximai-os; sim, que eles deliberam juntos: quem declarou isso desde os tempos antigos? quem o disse desde aquele tempo? não tenho eu o Senhor? e não há outro Deus além de mim; um Deus justo e um Salvador”.

Palestra 4:7c Sof. 3:5, “O justo Senhor está no meio dela”.

Palestra 4:7d Zac. 9:9, “Alegra-te muito, ó filha de Sião; exulta, ó filha de Jerusalém: eis que o teu Rei vem a ti; ele é justo e salvador”.

Palestra 4:8 Quarta – Julgamento:

Palestra 4:8a Sal. 89:14, “Justiça e juízo são a habitação do teu trono”.

Palestra 4:8b Deut. 32:4, “Ele é a Rocha, a sua obra é perfeita; porque todos os seus caminhos são juízo: Deus de verdade e sem iniqüidade, justo e reto é ele”.

Palestra 4:8c Sal. 9:7, “Mas o Senhor durará para sempre; ele preparou o seu trono para o julgamento”.

Palestra 4:8d Ps. 9:16: “O Senhor é conhecido pelo juízo que executa”.

Palestra 4:9 Quinto – Misericórdia:

Palestra 4:9a Sal. 89:14, “Misericórdia e verdade irão adiante da tua face.”

Leitura 4:9b Êxodo 34:6: “E o Senhor passou diante dele, e proclamou: O Senhor, o Senhor Deus, misericordioso e misericordioso”.

Palestra 4:9c Ne. 9:17, “Mas tu és um Deus pronto a perdoar, clemente e misericordioso.”

Palestra 4:10 E Sexta – Verdade:

Palestra 4:10a Ps. 89:14, “Misericórdia e verdade irão adiante da tua face.”

Palestra 4:10b Êxodo 34:6, “longanimidade, e abundante em bondade e verdade”.

Palestra 4:10c Deut. 32:4, “Ele é a Rocha, a sua obra é perfeita; porque todos os seus caminhos são juízo: Deus de verdade e sem iniqüidade, justo e reto é ele”.

Palestra 4:10d Ps. 31:5: “Nas tuas mãos entrego o meu espírito; tu me remiste, ó Senhor Deus da verdade”.

Palestra 4:11a Por um pouco de reflexão, será visto que a idéia da existência desses atributos na Deidade é necessária para permitir que qualquer ser racional exerça fé nele.

Lição 4:11b Pois sem a idéia da existência desses atributos na Deidade, os homens não poderiam exercer fé nele para vida e salvação;

Palestra 4:11c visto que sem o conhecimento de todas as coisas, Deus não seria capaz de salvar nenhuma porção de suas criaturas; pois é em razão do conhecimento que ele tem de todas as coisas, do princípio ao fim, que o capacita a dar esse entendimento às suas criaturas, pelo qual elas são feitas participantes da vida eterna;

Palestra 4:11d e se não fosse a idéia existente na mente dos homens de que Deus tinha todo o conhecimento, seria impossível para eles exercerem fé nele.

Lição 4:12a E não é menos necessário que os homens tenham a idéia da existência do atributo poder na Divindade.

Lição 4:12b Pois, a menos que Deus tivesse poder sobre todas as coisas, e pudesse pelo seu poder controlar todas as coisas, e assim livrar as criaturas que nele confiam do poder de todos os seres que procuram a sua destruição, seja no céu , na terra, ou no inferno, os homens não poderiam ser salvos;

Palestra 4:12c mas com a idéia da existência deste atributo plantada na mente, os homens sentem como se não tivessem nada a temer aqueles que depositam sua confiança em Deus, acreditando que ele tem poder para salvar todos os que vêm a ele, para o muito extremo.

Lecture 4:13a Também é necessário para o exercício da fé em Deus, para vida e salvação, que os homens tenham a idéia da existência do atributo justiça nele.

Lição 4:13b Pois sem a idéia da existência do atributo justiça na Divindade, os homens não poderiam ter confiança suficiente para se colocarem sob sua orientação e direção;

Palestra 4:13c porque eles ficariam cheios de medo e dúvida, para que o Juiz de toda a terra não fizesse o que era certo; e assim o medo, ou dúvida, existindo na mente, impediria a possibilidade do exercício da fé nele para vida e salvação.

Lição 4:13d Mas quando a idéia da existência do atributo justiça na Divindade é bem plantada na mente, não deixa espaço para dúvidas entrarem no coração, e a mente é capacitada a lançar-se sobre o Todo-Poderoso sem medo e sem dúvida, e com a mais inabalável confiança, crendo que o Juiz de toda a terra fará o que é certo.

Lecture 4:14a É também de igual importância que os homens tenham a idéia da existência do atributo juízo em Deus, a fim de que possam exercer fé nele para vida e salvação;

Palestra 4:14b pois sem a idéia da existência deste atributo na Divindade, seria impossível aos homens exercer fé nele para vida e salvação, visto que é através do exercício deste atributo que os fiéis em Cristo Jesus são libertados das mãos daqueles que buscam sua destruição;

Palestra 4:14c porque se Deus não viesse em julgamento rápido contra os que praticam a iniqüidade e os poderes das trevas, seus santos não poderiam ser salvos; pois é por julgamento que o Senhor livra seus santos das mãos de todos os seus inimigos e daqueles que rejeitam o evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo.

Palestra 4:14d Mas tão logo a idéia da existência desse atributo é plantada na mente dos homens, ela dá poder à mente para o exercício da fé e confiança em Deus.

Lecture 4:14e E eles são capacitados pela fé a apegar-se às promessas que lhes são apresentadas, e a passar por todas as tribulações e tribulações a que são submetidos por causa da perseguição dos que não conhecem a Deus e não obedecem o evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo;

Lecture 4:14f crendo que no devido tempo o Senhor sairá em julgamento rápido contra os seus inimigos, e eles serão extirpados de diante dele, e que no seu devido tempo ele os tirará vencedores e mais que vencedores em todos coisas.

Palestra 4:15a E novamente é igualmente importante que os homens tenham a idéia da existência do atributo misericórdia na Divindade, a fim de exercer fé nele para vida e salvação.

Lecture 4:15b Pois sem a idéia da existência deste atributo na Divindade, os espíritos dos santos desfaleceriam em meio às tribulações, aflições e perseguições que eles têm que suportar por causa da justiça;

Lição 4:15c mas quando a idéia da existência deste atributo é uma vez estabelecida na mente, dá vida e energia aos espíritos dos santos;

Palestra 4:15d crendo que a misericórdia de Deus será derramada sobre eles no meio de suas aflições, e que Ele se compadecerá deles em seus sofrimentos, e que a misericórdia de Deus os alcançará e os segurará nos braços do seu amor, para que recebam plena recompensa por todos os seus sofrimentos.

Palestra 4:16a E por último, mas não menos importante para o exercício da fé em Deus, é a idéia da existência do atributo verdade nele.

Lição 4:16b Pois sem a idéia da existência desse atributo, a mente do homem não poderia ter nada sobre o qual pudesse repousar com certeza.

Lição 4:16c Tudo seria confusão e dúvida, mas com a idéia da existência deste atributo na Deidade na mente, todos os ensinamentos, instruções, promessas e bênçãos se tornam realidades, e a mente é capacitada a se apoderar de com certeza e confiança.

Palestra 4:16d Crendo que estas coisas, e tudo o que o Senhor disse, se cumprirão a seu tempo;

Lecture 4:16e e que todas as maldições, denúncias e julgamentos pronunciados sobre as cabeças dos injustos também serão executados no devido tempo do Senhor;

Lecture 4:16f e em razão da verdade e veracidade dele, a mente considera sua libertação e salvação como sendo certas.

Lição 4:17a Que a mente reflita uma vez com sinceridade e franqueza sobre as idéias da existência dos atributos mencionados anteriormente na Divindade, e será visto que, no que diz respeito a seus atributos, há um fundamento seguro estabelecido para o exercício da fé nele para vida e salvação.

Lecture 4:17b Pois, visto que Deus possui o atributo conhecimento, ele pode dar a conhecer aos seus santos todas as coisas necessárias para a salvação deles;

Lição 4:17c e como ele possui o atributo poder, ele é capaz de libertá-los do poder de todos os inimigos;

Lecture 4:17d e vendo também que a justiça é um atributo da Divindade, ele lidará com eles sobre os princípios de justiça e equidade, e uma recompensa justa será concedida a eles por todas as suas aflições e sofrimentos por causa da verdade.

Lecture 4:17e E como o julgamento também é um atributo da Divindade, seus santos podem ter a mais inabalável confiança de que, no devido tempo, obterão uma libertação perfeita das mãos de todos os seus inimigos e uma vitória completa sobre todos. aqueles que buscaram sua dor e destruição.

Lecture 4:17f E como a misericórdia também é um atributo da Divindade, seus santos podem ter confiança de que ela será exercida para com eles; e através do exercício desse atributo para com eles, conforto e consolo serão administrados a eles abundantemente, em meio a todas as suas aflições e tribulações.

Palestra 4:17g E, finalmente, percebendo que a verdade é um atributo da Divindade, a mente é levada a regozijar-se em meio a todas as suas provações e tentações, na esperança daquela glória que deve ser trazida na revelação de Jesus Cristo;

Palestra 4:17h e em vista daquela coroa que será colocada sobre a cabeça dos santos no dia em que o Senhor distribuirá recompensas a eles, e em vista daquele eterno peso de glória, que o Senhor prometeu conceder sobre eles, quando os introduzir no meio do seu trono para habitar eternamente na sua presença.

Palestra 4:18a Em vista, pois, da existência desses atributos, a fé dos santos pode tornar-se extremamente forte, abundante em justiça para louvor e glória de Deus,

Palestra 4:18b e pode exercer sua poderosa influência na busca da sabedoria e do entendimento, até que tenha obtido o conhecimento de todas as coisas que pertencem à vida e à salvação.

Lição 4:19a Tal é, pois, o fundamento que é posto pela revelação dos atributos de Deus para o exercício da fé nele para vida e salvação;

Palestra 4:19b e vendo que estes são atributos da Divindade, eles são imutáveis – sendo os mesmos ontem, hoje e eternamente – o que dá às mentes dos Santos dos Últimos Dias o mesmo poder e autoridade para exercer fé em Deus que o Primeiro Os Santos do Dia tinham.

Lição 4:19c Para que todos os santos a esse respeito tenham sido, são e serão iguais até o fim dos tempos; pois Deus nunca muda, portanto seus atributos e caráter permanecem para sempre os mesmos.

Palestra 4:19d E como é pela revelação destes que um fundamento é lançado para o exercício da fé em Deus para vida e salvação.

Lecture 4:19e O fundamento, portanto, para o exercício da fé foi, é e sempre será o mesmo. De modo que todos os homens tiveram e terão privilégios iguais.

Aula 4 Perguntas

1. O que foi mostrado na terceira palestra?

uma. Foi mostrado que as idéias corretas do caráter de Deus são necessárias para exercer fé nele para vida e salvação;

b. e que sem idéias corretas de seu caráter, os homens não poderiam ter poder para exercer fé nele para vida e salvação,

c. mas que as idéias corretas de seu caráter, no que diz respeito ao seu caráter no exercício da fé nele, estabelecem um fundamento seguro para o exercício dele (Lc 4:1).

2. Que objetivo tinha o Deus do céu ao revelar seus atributos aos homens?

Que através de um conhecimento de seus atributos possam ser capacitados a exercer fé nele para obter a vida eterna (Lc 4:2).

3. Poderiam os homens exercer fé em Deus sem um conhecimento de seus atributos, de modo a serem capazes de alcançar a vida eterna?

Eles não podiam (Lição 4:2-3).

4. Que relato é dado dos atributos de Deus em suas revelações?

Primeiro, Conhecimento; segundo, Fé ou Poder; terceiro, Justiça; quarto, julgamento; quinto, Misericórdia; e sexta Verdade (Aula 4:4-10).

5. Onde se encontram as revelações que dão esta relação dos atributos de Deus?

No Antigo e no Novo Testamento, e eles são citados na quarta palestra, quinto, sexto, sétimo, oitavo, nono e décimo parágrafos.*

6. A idéia da existência desses atributos, na Divindade, é necessária para permitir que qualquer ser racional exerça fé nele para vida e salvação?

Isso é.

7. Como você prova isso?

Pelo décimo primeiro, décimo segundo, décimo terceiro, décimo quarto, décimo quinto e décimo sexto parágrafos desta palestra.*

8. A idéia da existência desses atributos na Divindade, no que diz respeito a seus atributos, permite que um ser racional exerça fé nele para vida e salvação?

Sim.

9. Como você prova isso?

Pelo décimo sétimo e décimo oitavo parágrafos. *

10. Os Santos dos Últimos Dias têm tanta autoridade dada a eles através da revelação dos atributos de Deus, para exercer fé nele, como os Santos dos Últimos Dias tiveram?

Eles têm.

11. Como você prova isso?

Pelo décimo nono parágrafo desta palestra.*

(Nota: Deixe o aluno virar e memorizar os parágrafos que são seguidos por um asterisco.)

Biblioteca das Escrituras:

Dica de pesquisa

Digite uma única palavra ou use aspas para pesquisar uma frase inteira (por exemplo, "porque Deus amou o mundo de tal maneira").

The Remnant Church Headquarters in Historic District Independence, MO. Church Seal 1830 Joseph Smith - Church History - Zionic Endeavors - Center Place

Para recursos adicionais, visite nosso Recursos para membros página.