Aula 7

Aula 7

Palestra 7:1a Nas palestras anteriores, tratamos do que era a fé e do objeto sobre o qual ela se apoiava.

Palestra 7:1b De acordo com nosso plano, passamos agora a falar de seus efeitos.

Palestra 7:2a Como vimos em nossas palestras anteriores que a fé era o princípio da ação e do poder em todos os seres inteligentes, tanto no céu como na terra,

Palestra 7:2b não será esperado que em uma palestra desta descrição tentemos desdobrar todos os seus efeitos; nem é necessário ao nosso propósito fazê-lo;

Lição 7:2c pois abrangeria todas as coisas no céu e na terra, e abrangeria todas as criações de Deus, com todas as suas infinitas variedades.

Palestra 7:2d Pois nenhum mundo foi ainda formado que não tenha sido formado pela fé;

Lecture 7:2e nem houve um ser inteligente em qualquer das criações de Deus que não tenha chegado lá por causa da fé, como existiu em si mesmo ou em algum outro ser;

Palestra 7:2f nem houve mudança ou revolução em nenhuma das criações de Deus, mas foi efetuada pela fé.

Palestra 7:2g Nem haverá mudança ou revolução a menos que seja efetuada da mesma maneira em qualquer uma das vastas criações do Todo-Poderoso;

Palestra 7:2h pois é pela fé que a Deidade opera.

Palestra 7:3a Vamos aqui oferecer alguma explicação em relação à fé para que nosso significado possa ser claramente compreendido. Perguntamos então, o que devemos entender por um homem trabalhando pela fé?

Palestra 7:3b Respondemos: Entendemos que quando um homem trabalha pela fé, ele trabalha por esforço mental em vez de força física.

Palestra 7:3c É por palavras, em vez de exercer suas forças físicas, com as quais todo ser trabalha quando trabalha pela fé.

Palestra 7:3d Deus disse: “Haja luz, e houve luz” (Gn 1:3). Josué falou, e as grandes luzes que Deus havia criado pararam. Elias ordenou, e os céus permaneceram por três anos e seis meses, para que não chovesse. Ele ordenou novamente, e os céus deram chuva.

Lecture 7:3e Tudo isso foi feito pela fé, e o Salvador diz: “Se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá; e removerá” (Mateus 17:20);

Lecture 7:3f ou “podeis dizer a este sicamínico: Arranca-te pela raiz e planta-te no mar; e deve obedecer-te” (Lucas 17:6).

Palestra 7:3g A fé então opera por palavras, e com elas suas obras mais poderosas foram e serão realizadas.

Palestra 7:4a Certamente não será exigido de nós que provemos que este é o princípio sobre o qual toda a eternidade agiu e agirá; pois toda mente reflexiva deve saber que é por causa desse poder que todas as hostes do céu realizam suas obras de maravilha, majestade e glória.

Lecture 7:4b Os anjos se movem de um lugar para outro em virtude desse poder – é por causa dele que eles são capazes de descer do céu para a terra;

Palestra 7:4c e não fosse pelo poder da fé, eles nunca poderiam ser espíritos ministradores para aqueles que deveriam ser herdeiros da salvação, nem poderiam agir como mensageiros celestiais;

Palestra 7:4d porque eles seriam destituídos do poder necessário para capacitá-los a fazer a vontade de Deus.

Lição 7:5a Basta-nos dizer que toda a criação visível, tal como existe agora, é efeito da fé.

Palestra 7:5b Foi pela fé que ela foi moldada, e é pelo poder da fé que ela continua em sua forma organizada, e pela qual os planetas se movem em torno de suas órbitas e brilham sua glória.

Lição 7:5c Então a fé é verdadeiramente o primeiro princípio na ciência da Teologia,

Palestra 7:5d e quando compreendida, leva a mente de volta ao início e a leva adiante até o fim; ou em outras palavras, de eternidade a eternidade.

Palestra 7:6a Como a fé é o princípio pelo qual as hostes celestiais realizam suas obras e pelo qual desfrutam de toda a sua felicidade,

Aula 7:6b, podemos esperar encontrá-lo estabelecido em uma revelação de Deus como o princípio sobre o qual suas criaturas aqui embaixo devem agir, a fim de obter as felicidades desfrutadas pelos santos no mundo eterno;

Palestra 7:6c e que quando Deus se comprometesse a levantar homens para o prazer de si mesmo, ele os ensinaria a necessidade de viver pela fé;

Palestra 7:6d e a impossibilidade de desfrutarem da bem-aventurança da eternidade sem ela, visto que todas as bênçãos da eternidade são os efeitos da fé.

Lecture 7:7a Portanto, é dito, e apropriadamente também, que “sem fé é impossível agradar a Deus” (Hebreus 11:6).

Palestra 7:7b Se for perguntado: Por que é impossível agradar a Deus sem fé? a resposta seria porque sem fé é impossível que os homens sejam salvos;

Palestra 7:7c e como Deus deseja a salvação do homem, ele deve naturalmente desejar que eles tenham fé, e ele não poderia ficar satisfeito a menos que eles tivessem, ou então ele poderia ficar satisfeito com sua destruição.

Lecture 7:8a Disto aprendemos que as muitas exortações que foram dadas por homens inspirados àqueles que receberam a palavra do Senhor, para que tenham fé nele, não eram meros assuntos comuns, mas eram para o melhor de todos. todos os motivos;

Palestra 7:8b e isso porque sem ela não há salvação, nem neste mundo nem no que há de vir.

Palestra 7:8c Quando os homens começam a viver pela fé, eles começam a se aproximar de Deus;

Palestra 7:8d e quando a fé é aperfeiçoada, eles são como ele;

Lecture 7:8e e porque ele é salvo, eles também são salvos; pois eles estarão na mesma situação em que ele está, porque vieram a ele;

Lecture 7:8f e quando ele aparecer, serão como ele, pois o verão como ele é.

Palestra 7:9a Como toda a criação visível é um efeito da fé, assim também é a salvação. (Queremos dizer salvação em sua latitude mais ampla de interpretação, seja temporal ou espiritual.)

Palestra 7:9b A fim de ter este assunto claramente colocado diante da mente, vamos perguntar em que situação uma pessoa deve estar para ser salva? Ou qual é a diferença entre um homem salvo e um que não é salvo?

Palestra 7:9c Respondemos pelo que vimos antes dos mundos celestiais: eles devem ser pessoas que podem trabalhar pela fé, e que são capazes pela fé, de serem espíritos ministradores para aqueles que serão herdeiros da salvação.

Palestra 7:9d E eles devem ter fé para capacitá-los a agir na presença do Senhor, caso contrário não podem ser salvos.

Lecture 7:9e E o que constitui a verdadeira diferença entre uma pessoa salva e uma não salva, é a diferença no grau de sua fé.

Palestra 7:9f A fé de um tornou-se perfeita o suficiente para se apoderar da vida eterna, e a dos outros não.

Palestra 7:9g Mas, para sermos um pouco mais específicos, perguntemos: onde encontraremos um protótipo a cuja semelhança podemos ser assimilados, a fim de que nos tornemos participantes da vida e da salvação? Ou em outras palavras, onde encontraremos um ser salvo?

Palestra 7:9h Pois, se podemos encontrar um ser salvo, podemos verificar sem muita dificuldade o que todos os outros devem ser para ser salvos. Eles devem ser como aquele indivíduo ou não podem ser salvos.

Lecture 7:9i Pensamos que não será uma questão de disputa, que dois seres que são diferentes um do outro não podem ser salvos; pois o que quer que constitua a salvação de um, constituirá a salvação de toda criatura que será salva. E se encontrarmos um ser salvo em toda a existência, podemos ver o que todos os outros devem ser, ou então não serão salvos.

Aula 7:9j Perguntamos então, onde está o protótipo? Ou onde está o ser salvo?

Aula 7:9k Concluímos que a resposta a esta pergunta não haverá disputa entre aqueles que crêem na Bíblia, que é Cristo. Todos concordarão nisto que ele é o protótipo ou padrão de salvação, ou em outras palavras que ele é um ser salvo.

Palestra 7:9L E se continuarmos nossa interrogação e perguntarmos como é que ele é salvo, a resposta seria porque ele é um ser justo e santo;

Palestra 7:9m e se ele fosse algo diferente do que ele é, ele não seria salvo; pois sua salvação depende de ele ser precisamente o que ele é e nada mais;

Lecture 7:9n pois se fosse possível para ele mudar no menor grau, tão certo que ele falharia na salvação e perderia todo o seu domínio, poder, autoridade e glória – que constitui a salvação;

Lecture 7:9o para a salvação consiste na glória, autoridade, majestade, poder e domínio que Jeová possui, e em nada mais;

Palestra 7:9p e nenhum ser pode possuí-la senão ele mesmo ou alguém semelhante a ele.

Lecture 7:9q Assim diz João em sua primeira epístola, 3:2-3: “Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não se manifestou o que havemos de ser; seremos semelhantes a ele, porque o veremos como ele é. E todo homem que nele tem esta esperança, purifica-se a si mesmo, assim como ele é puro”.

Palestra 7:9r Por que se purificar como ele é puro? Porque, se não o fizerem, não poderão ser como ele.

Palestra 7:10a O Senhor disse a Moisés, Levítico 19:2: “Fala a toda a congregação dos filhos de Israel, e dize-lhes: Sereis santos, porque eu, o Senhor vosso Deus, sou santo”.

Lecture 7:10b E Pedro diz, primeira epístola 1:15-16: “Mas, como aquele que vos chamou é santo, assim sede santos em todo o trato; porque está escrito: Sede santos; porque eu sou santo”.

Palestra 7:10c E o Salvador diz, Mateus 5:48: “Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus”.

Palestra 7:10d Se alguém perguntar: Por que todas essas palavras? a resposta deve ser encontrada no que foi citado anteriormente na epístola de João, que quando ele (o Senhor) aparecer, os santos serão como ele. E se eles não são santos, como ele é santo, e perfeitos como ele é perfeito, não podem ser como ele;

Lecture 7:10e pois nenhum ser pode desfrutar de sua glória sem possuir suas perfeições e santidade, assim como eles não poderiam reinar em seu reino sem seu poder.

Aula 7:11a Isto claramente estabelece a propriedade do dito do Salvador, registrado no testemunho de João, 14:12: “Em verdade, em verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço; e obras maiores do que estas fará; porque vou para meu Pai”.

Aula 7:11b Isso, tomado em conexão com algumas das palavras da oração do Salvador, registradas no capítulo 17, dá grande clareza às suas expressões. Ele diz, nos versos 20-24, “Não rogo somente por estes, mas também por aqueles que crerão em mim por meio de suas palavras; para que todos sejam um; como tu, Pai, estás em mim e eu em ti, para que também eles sejam um em nós; para que o mundo creia que tu me enviaste.

Lição 7:11c “E a glória que me deste, eu lhes dei; para que eles sejam um, assim como nós somos um: eu neles e tu em mim, para que sejam aperfeiçoados em um; e que o mundo saiba que tu me enviaste, e os amaste, como me amaste.

Palestra 7:11d “Pai, quero que também aqueles que me deste estejam comigo onde eu estiver; para que contemplem a minha glória, que me deste; porque me amaste antes da fundação do mundo”.

Lecture 7:12a Todas essas palavras juntas, dão um relato tão claro do estado dos santos glorificados quanto a linguagem pode dar.

Ler 7:12b As obras que Jesus havia feito eles deveriam fazer, e obras maiores do que as que ele havia feito entre eles deveriam fazer, e isso porque ele foi para o Pai.

Palestra 7:12c Ele não diz que eles devem fazer essas obras no tempo; mas eles deveriam fazer obras maiores porque ele foi para o Pai.

Palestra 7:12d Ele diz no versículo 24: “Pai, quero que também aqueles que me deste estejam comigo onde eu estiver; para que contemplem a minha glória”.

Lecture 7:12e Estas palavras tomadas em conexão, tornam muito claro que as maiores obras, que aqueles que cressem em seu nome deveriam fazer, deveriam ser feitas na eternidade, para onde ele estava indo e onde eles deveriam contemplar sua glória.

Lecture 7:12f Ele havia dito em outra parte de sua oração, que desejava de seu Pai que aqueles que cressem nele fossem um nele, como ele e o Pai eram um no outro. “Não rogo somente por estes apóstolos, mas também por aqueles que, pela sua palavra, crerão em mim, para que todos sejam um”.

Lecture 7:12g Ou seja, aqueles que crêem nele por meio das palavras dos apóstolos, bem como os próprios apóstolos: “Para que todos sejam um; como tu, Pai, estás em mim e eu em ti, para que também eles sejam um em nós” (João 17:20-21).

Aula 7:13a Que linguagem pode ser mais clara do que esta? O Salvador certamente pretendia ser entendido por seus discípulos. E ele assim falou para que eles pudessem entendê-lo, pois ele declara a seu Pai em linguagem para não ser facilmente enganado, que ele queria que seus discípulos, mesmo todos eles, fossem como ele e o Pai.

Lição 7:13b Pois, assim como ele e o Pai eram um, assim também poderiam ser um com eles.

Palestra 7:13c E o que é dito no versículo 22 é calculado para estabelecer mais firmemente essa crença, se for necessário algo para estabelecê-la. Ele diz: “E a glória que me deste, eu lhes dei; para que sejam um, assim como nós somos um”.

Lecture 7:13d Tanto quanto dizer que, a menos que tenham a glória que o Pai lhe deu, eles não poderiam ser um com eles.

Lecture 7:13e Pois ele diz que lhes deu a glória que o Pai lhe dera, para que fossem um, ou seja, para torná-los um.

Aula 7:14 Isso completa a quantidade de informações sobre esse assunto e mostra mais claramente que o Salvador desejava que seus discípulos entendessem que deveriam ser participantes com ele em todas as coisas – nem mesmo em sua glória.

Aula 7:15a Não é necessário aqui observar o que notamos anteriormente, que a glória que o Pai e o Filho têm é porque eles são seres justos e santos.

Lecture 7:15b E que, se lhes faltasse um atributo ou perfeição que possuem, a glória que nunca tiveram poderia ser desfrutada por eles;

Palestra 7:15c, pois requer que eles sejam precisamente o que são para desfrutá-lo;

Palestra 7:15d e se o Salvador dá esta glória a quaisquer outros, ele deve fazê-lo da mesma maneira estabelecida em sua oração a seu Pai, tornando-os um com ele, como ele e o Pai são um.

Lecture 7:15e Assim fazendo, ele lhes daria a glória que o Pai lhe deu; e quando seus discípulos são feitos um com o Pai e o Filho, como o Pai e o Filho são um, quem não pode ver a propriedade do dizer do Salvador: “As obras que eu faço ele também fará; e obras maiores do que estas fará; porque vou para meu Pai” (João 14:12)å.

Aula 7:16a Esses ensinamentos do Salvador nos mostram mais claramente a natureza da salvação e o que ele propôs à família humana quando propôs salvá-los;

Palestra 7:16b que ele propôs torná-los semelhantes a si mesmo, e ele era como o Pai – o grande protótipo de todos os seres salvos.

Lição 7:16c E para qualquer porção da família humana ser assimilada à sua semelhança é ser salva, e ser diferente deles é ser destruído.

Palestra 7:16d E nesta dobradiça gira a porta da salvação.

Palestra 7:17a Quem não pode ver, então, que a salvação é o efeito da fé?

Lição 7:17b Pois, como observamos anteriormente, todos os seres celestiais operam por esse princípio; e é porque eles são capazes de fazer isso que eles são salvos; pois nada além disso poderia salvá-los.

Palestra 7:17c E esta é a lição que o Deus do céu, pela boca de todos os seus santos profetas, tem se esforçado para ensinar ao mundo.

Palestra 7:17d Por isso, nos é dito que sem fé é impossível agradar a Deus e que a salvação “é pela fé, para que seja pela graça; a fim de que a promessa fosse certa para toda a semente” (Romanos 4:16).

Lecture 7:17e E aquele Israel, que seguiu a lei da justiça, não alcançou a lei da justiça. “Por que? Porque eles a buscaram não pela fé, mas como que pelas obras da lei. pois tropeçaram naquela pedra de tropeço”. (Romanos 9:32).

Lecture 7:17f E Jesus disse ao homem que trouxe seu filho para ele, para que o diabo que o atormentava, expulsasse: “Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê” (Marcos 9:23).

Palestra 7:17g Estes, juntamente com uma infinidade de outras escrituras que podem ser citadas, expõem claramente a luz na qual o Salvador, bem como os antigos santos dos dias, viam o plano de salvação –

Palestra 7:17h que era um sistema de fé - começa com fé e continua pela fé; e toda bênção que é obtida em relação a ela é o efeito da fé, quer ela pertença a esta vida ou aquela que está por vir.

Palestra 7:17i Disto dão testemunho todas as revelações de Deus.

Palestra 7:17j Se houve filhos da promessa, eles foram os efeitos da fé; nem mesmo o Salvador do mundo excetuou.

Aula 7:17k “Bem-aventurada aquela que acreditou”, disse Isabel a Maria quando foi visitá-la, “porque se cumprirá o que lhe foi dito da parte do Senhor” (Lucas 1:45).

Palestra 7:17L Nem foi o nascimento de João Batista menos uma questão de fé; pois, para que seu pai Zacarias acreditasse, ele ficou mudo.

Palestra 7:17m E através de toda a história do esquema de vida e salvação, é uma questão de fé: todo homem recebeu de acordo com sua fé.

Palestra 7:17n De acordo com sua fé, assim foram suas bênçãos e privilégios; e nada lhe foi negado quando sua fé foi suficiente para recebê-lo.

Lecture 7:17o Ele podia tapar a boca dos leões, apagar a violência do fogo, escapar do fio da espada, tornar-se valente na peleja e pôr em fuga os exércitos dos estrangeiros; as mulheres poderiam por sua fé receber seus filhos mortos à vida novamente.

Palestra 7:17p Em uma palavra, não havia nada impossível para aqueles que tinham fé.

Palestra 7:17q Todas as coisas estavam sujeitas aos santos dos primeiros dias, segundo a fé deles.

Palestra 7:17r Pela sua fé, eles poderiam obter visões celestiais, o ministério de anjos, ter conhecimento dos espíritos dos justos aperfeiçoados, da assembléia geral e da igreja dos Primogênitos cujos nomes estão escritos nos céus, de Deus, o Juiz de todos, de Jesus, o Mediador da nova aliança, e se familiarizar com o terceiro céu, ver e ouvir coisas que não eram apenas inexprimíveis, mas também ilegais de serem ditas.

Palestra 7:17s Pedro, em vista do poder da fé, segunda epístola, 1:1-3 diz, aos antigos santos dos dias: “Graça e paz vos sejam multiplicadas pelo conhecimento de Deus e de Jesus nosso Senhor, conforme o seu divino poder nos deu todas as coisas que dizem respeito à vida e piedade, pelo conhecimento daquele que nos chamou para a glória e a virtude”.

Lecture 7:17t Na primeira epístola 1:3-5 ele diz: “Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que, segundo a sua grande misericórdia, nos regenerou para uma viva esperança, pela ressurreição de Jesus Cristo, os mortos, para uma herança incorruptível, imaculada e imarcescível, reservada nos céus para vós, que sois guardados pelo poder de Deus, mediante a fé, para a salvação prestes a revelar-se no último tempo”.

Lecture 7:18a Estas palavras juntas, mostram os pontos de vista do apóstolo mais claramente, de modo a não admitir nenhum erro na mente de qualquer indivíduo.

Palestra 7:18b Ele diz que todas as coisas que dizem respeito à vida e piedade lhes foram dadas pelo conhecimento de Deus e nosso Salvador Jesus Cristo.

Palestra 7:18c E se a pergunta for feita: Como eles deveriam obter o conhecimento de Deus?

Palestra 7:18d (pois há uma grande diferença entre crer em Deus e conhecê-lo; conhecimento implica mais do que fé. E observe que todas as coisas que pertencem à vida e à piedade foram dadas pelo conhecimento de Deus);

Palestra 7:18e é dada a resposta: Pela fé eles deveriam obter este conhecimento; e tendo poder pela fé para obter o conhecimento de Deus, eles poderiam com ele obter todas as outras coisas que pertencem à vida e piedade.

Aula 7:19a Por essas palavras do apóstolo, aprendemos que foi obtendo um conhecimento de Deus que os homens obtiveram o conhecimento… de todas as coisas que pertencem à vida e à piedade, e esse conhecimento foi o efeito da fé.

Lição 7:19b De modo que todas as coisas que dizem respeito à vida e à piedade são efeitos da fé.

Aula 7:20a Disto podemos ir até onde as circunstâncias exigirem, seja na terra ou no céu; e encontraremos o testemunho de todos os homens inspirados, ou mensageiros celestiais, de que todas as coisas que pertencem à vida e à piedade são efeitos da fé e nada mais.

Palestra 7:20b Todo aprendizado, sabedoria e prudência falham; e tudo mais, como meio de salvação – mas a fé.

Aula 7:20c Esta é a razão pela qual os pescadores da Galiléia puderam ensinar ao mundo – porque buscavam pela fé e pela fé obtida.

Lecture 7:20d E esta é a razão pela qual Paulo contava todas as coisas, exceto imundície e escória – o que ele anteriormente chamava de ganho, ele chamava de perda; sim, e ele considerou “todas as coisas como perda pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor” (Filipenses 3:7-10).

Lecture 7:20e Porque, para obter a fé pela qual poderia desfrutar do conhecimento de Cristo Jesus, o Senhor, ele teve de sofrer a perda de todas as coisas.

Lecture 7:20f Esta é a razão pela qual os antigos santos dos dias sabiam mais e entendiam mais do céu e das coisas celestiais, do que todos os outros, porque esta informação é o efeito da fé – que não pode ser obtida por nenhum outro meio.

Palestra 7:20g E esta é a razão pela qual os homens, logo que perdem a fé, caem em contendas, contendas, trevas e dificuldades;

Palestra 7:20h pois o conhecimento que tende à vida desaparece com a fé (quando a fé desaparece)å, mas retorna quando a fé retorna;

Palestra 7:20i para quando a fé vem, ela traz seu trem de assistentes com ela – apóstolos, profetas, evangelistas, pastores, mestres, dons, sabedoria, conhecimento, milagres, curas, línguas, interpretação de línguas, etc.

Palestra 7:20j Tudo isso aparece quando a fé aparece na terra, e desaparece quando ela desaparece da terra. Pois estes são os efeitos da fé e sempre têm e sempre a acompanharão.

Lecture 7:20k Pois onde houver fé, haverá também o conhecimento de Deus, com todas as coisas que lhe dizem respeito – revelações, visões e sonhos, bem como todas as outras coisas necessárias para que os possuidores da fé sejam aperfeiçoados e obter salvação;

Palestra 7:20L porque Deus não deve mudar, caso contrário a fé não prevalecerá com ele**.

** Nota: A palavra not foi omitida duas vezes nesta frase na edição original, possivelmente devido a um erro de composição. As Palestras sobre Fé e as Escrituras afirmam repetidamente que Deus é imutável, então o versículo “l” acima não pode significar que Deus muda. Talvez uma interpretação melhor seria: se Deus fosse mutável, a fé não poderia prevalecer com ele, porque o homem não saberia no que deveria acreditar em um determinado momento.

Lecture 7:20m E quem a possui obterá por meio dela todo o conhecimento e sabedoria necessários, até que conheça a Deus e ao Senhor Jesus Cristo, a quem ele enviou.

Palestra 7:20 em quem conhecer é a vida eterna. Um homem

Biblioteca das Escrituras:

Dica de pesquisa

Digite uma única palavra ou use aspas para pesquisar uma frase inteira (por exemplo, "porque Deus amou o mundo de tal maneira").

scripture

Para recursos adicionais, visite nosso Recursos para membros página.