SEÇÃO 76

SEÇÃO 76
Ao retornarem da conferência de Amherst (Ohio) para Hiram, Ohio (D. e C. 75), Joseph Smith retomou a tradução das Escrituras com Sidney Rigdon como seu escrevente. Em 16 de fevereiro de 1832, enquanto estavam noivos, chegaram a João 5:29. Enquanto meditavam na rendição que lhes foi dada pelo espírito de revelação, eles compartilharam uma visão que relataram nas palavras desta seção.

1a Ouvi, ó céus, e dá ouvidos, ó terra, e regozijai-vos, ó habitantes dela, porque o Senhor é Deus, e fora dele não há Salvador;
1b grande é a sua sabedoria; maravilhosos são os seus caminhos; e a extensão de seus feitos, ninguém pode descobrir;
1c seus propósitos não falham, nem há quem possa deter sua mão; de eternidade a eternidade ele é o mesmo, e seus anos nunca falham.

2a Pois assim diz o Senhor: Eu, o Senhor, sou misericordioso e misericordioso para com os que me temem, e tenho prazer em honrar os que me servem em justiça e verdade até o fim;
2b grande será a sua recompensa, e eterna será a sua glória; e a eles revelarei todos os mistérios; sim, todos os mistérios ocultos de meu reino desde os tempos antigos; e por séculos vindouros lhes darei a conhecer o beneplácito de minha vontade concernente a todas as coisas pertencentes a meu reino;
2c sim, até as maravilhas da eternidade eles conhecerão, e as coisas vindouras lhes mostrarei, sim, as coisas de muitas gerações; sua sabedoria será grande, e seu entendimento chegará ao céu; e diante deles perecerá a sabedoria dos sábios, e o entendimento dos prudentes se desfará;
2d porque pelo meu Espírito os iluminarei e pelo meu poder lhes darei a conhecer os segredos da minha vontade; sim, mesmo aquelas coisas que o olho não viu, nem o ouvido ouviu, nem ainda penetrou no coração do homem.

3a Nós, Joseph Smith Jr., e Sidney Rigdon, estando no Espírito no dia dezesseis de fevereiro, no ano de nosso Senhor de mil oitocentos e trinta e dois, pelo poder do Espírito nossos olhos foram abertos, e nossos entendimentos foram iluminados, para ver e entender as coisas de Deus;
3b também as coisas que eram desde o princípio, antes que o mundo existisse, as quais foram instituídas pelo Pai, por meio de seu Filho unigênito, que estava no seio do Pai, desde o princípio, de quem damos testemunho, e o testemunho que levamos é a plenitude do evangelho de Jesus Cristo, que é o Filho, a quem vimos e com quem conversamos na visão celestial;
3c porque enquanto estávamos fazendo o trabalho de tradução, que o Senhor nos designou, chegamos ao versículo vinte e nove do capítulo quinto de João, que nos foi dado como segue:
3d falando da ressurreição dos mortos, a respeito daqueles que ouvirão a voz do Filho do homem e ressurgirão; os que fizeram o bem na ressurreição dos justos, e os que fizeram o mal na ressurreição dos injustos.
3e Isso nos deixou maravilhados, pois nos foi dado pelo Espírito, e enquanto meditávamos nessas coisas, o Senhor tocou os olhos do nosso entendimento, e eles se abriram, e a glória do Senhor brilhou ao redor;
3f e vimos a glória do Filho, à direita do Pai, e recebemos da sua plenitude; e viu os santos anjos e os que são santificados diante do seu trono, adorando a Deus e ao Cordeiro, que o adoram pelos séculos dos séculos.
3g E agora, depois dos muitos testemunhos que dele foram dados, este é o testemunho, por último, que dele damos, de que vive; pois nós o vimos, mesmo à direita de Deus;
3h e ouvimos a voz dando testemunho de que ele é o Unigênito do Pai; que por ele, e por meio dele, e dele, os mundos são e foram criados; e os seus moradores são filhos e filhas gerados para Deus.
3i E isto vimos também e testificamos que um anjo de Deus, que tinha autoridade diante de Deus, se rebelou contra o Filho unigênito; a quem o Pai amava, e que estava no seio do Pai;
3j e foi expulso da presença de Deus e do Filho, e foi chamado Perdição; pois os céus choraram sobre ele; ele era Lúcifer, um filho da manhã. E nós vimos, e eis que ele caiu! está caído! mesmo um filho da manhã.
3k E enquanto ainda estávamos no Espírito, o Senhor nos ordenou que escrevêssemos a visão; pois vimos Satanás, aquela antiga serpente, sim, o Diabo, que se rebelou contra Deus e procurou tomar o reino de nosso Deus e seu Cristo;
31 por isso faz guerra aos santos de Deus, e os cerca ao redor.
3m E tivemos uma visão dos sofrimentos daqueles com quem ele fez guerra e venceu, pois assim veio a voz do Senhor até nós.

4a Assim diz o Senhor a respeito de todos os que conhecem o meu poder, e dele foram feitos participantes, e se deixaram vencer pelo poder do Diabo, negando a verdade e desafiando o meu poder;
4b eles são os filhos da perdição, dos quais eu digo que era melhor para eles nunca terem nascido;
4c porque são vasos da ira, destinados a sofrer a ira de Deus, com o diabo e seus anjos, na eternidade, a respeito dos quais eu disse que não há perdão neste mundo nem no vindouro;
4d negando o Espírito Santo, depois de o ter recebido, e negando o Filho unigénito do Pai; crucificando-o para si mesmos, e o puseram em vitupério:
4e estes são os que irão para o lago de fogo e enxofre, com o Diabo e seus anjos, e os únicos sobre os quais a segunda morte terá algum poder; sim, em verdade, os únicos que não serão redimidos no devido tempo do Senhor, após os sofrimentos de sua ira;
4f porque todo o resto será gerado pela ressurreição dos mortos, pelo triunfo e a glória do Cordeiro, que foi morto, que estava no seio do Pai antes que os mundos fossem feitos.
4g E este é o evangelho, as boas novas que a voz do céu nos testificou, de que ele veio ao mundo, Jesus, para ser crucificado pelo mundo, e levar os pecados do mundo e santificar o mundo, e purificá-lo de toda injustiça;
4h para que por meio dele sejam salvos todos os que o Pai colocou em seu poder e fez por ele; que glorifica o Pai e salva todas as obras de suas mãos, exceto os filhos da perdição, que negam o Filho depois que o Pai o revelou;
4i por isso ele salva a todos, exceto eles; eles irão para o castigo eterno, que é castigo sem fim, que é castigo eterno, para reinar com o diabo e seus anjos na eternidade, onde o seu verme não morre e o fogo não se apaga, que é o seu tormento e o seu fim , nem o seu lugar, nem o seu tormento, nenhum homem sabe;
4j nem foi revelado, nem é, nem será revelado ao homem, senão aos que são feitos participantes dele:
4k no entanto, eu, o Senhor, mostro-o por visão a muitos; mas logo cale a boca de novo; pelo que o fim, a largura, a altura, a profundidade e a sua miséria, eles não entendem, nem qualquer homem, exceto aqueles que estão ordenados para esta condenação.
4l E ouvimos a voz que dizia: Escreve a visão, pois eis que este é o fim da visão dos sofrimentos dos ímpios!

5a E também testemunhamos porque vimos e ouvimos, e este é o testemunho do evangelho de Cristo, a respeito dos que ressurgem na ressurreição dos justos:
5b Eles são os que receberam o testemunho de Jesus, e creram em seu nome, e foram batizados conforme a forma de seu sepultamento, sendo sepultados nas águas em seu nome, e isto segundo o mandamento que ele deu, que guardando os mandamentos, fossem lavados e purificados de todos os seus pecados,
5c e receber o Espírito Santo pela imposição das mãos daquele que é ordenado e selado para este poder;
5d e que vencem pela fé e são selados pelo Espírito Santo da promessa, que o Pai derrama sobre todos aqueles que são justos e verdadeiros;
5e são eles que são a igreja do Primogênito;
5se são aqueles em cujas mãos o Pai entregou todas as coisas:
5g são sacerdotes e reis, que receberam da sua plenitude e da sua glória, e são sacerdotes do Altíssimo, segundo a ordem de Melquisedeque, que foi segundo a ordem de Enoque, que foi segundo a ordem do Filho unigênito:
5h portanto, como está escrito, eles são deuses, sim, filhos de Deus; portanto, todas as coisas são deles, seja a vida ou a morte, ou as coisas presentes, ou as coisas por vir, tudo é deles, e eles são de Cristo, e Cristo é de Deus; e eles vencerão todas as coisas;
5i, portanto, que ninguém se glorie no homem, antes glorie-se em Deus, que sujeitará todos os inimigos debaixo de seus pés;
5j estes habitarão na presença de Deus e do seu Cristo para todo o sempre:
5k estes são os que ele trará consigo, quando vier nas nuvens do céu, para reinar na terra sobre o seu povo;
5l estes são os que terão parte na primeira ressurreição;
5m estes são os que ressurgirão na ressurreição dos justos;
5n estes são os que vieram ao monte Sião e à cidade do Deus vivo, o lugar celestial, o mais santo de todos;
5o estes são os que vieram para uma companhia inumerável de anjos; à assembléia geral e igreja de Enoque e do Primogênito;
5p estes são aqueles cujos nomes estão escritos no céu, onde Deus e Cristo são o juiz de todos;
5q estes são os justos aperfeiçoados por meio de Jesus, o mediador da nova aliança, que realizou esta expiação perfeita pelo derramamento do seu próprio sangue;
5r estes são aqueles cujos corpos são celestiais, cuja glória é a do sol, sim, a glória de Deus, a mais alta de todas; cuja glória o sol do firmamento é descrito como sendo típico.

6a E novamente vimos o mundo terrestre, e eis, e eis;
6b estes são os que são terrestres, cuja glória difere da igreja do Primogênito, que recebeu a plenitude do Pai, assim como a da lua difere do sol do firmamento.
6c Eis que estes são os que morreram sem lei; e também aqueles que são espíritos de homens mantidos em prisão, a quem o Filho visitou e lhes pregou o evangelho, para que fossem julgados segundo os homens na carne, que não receberam o testemunho de Jesus na carne, mas depois recebido;
6d estes são os homens honrados da terra, que foram cegados pela astúcia dos homens:
6e estes são os que recebem da sua glória, mas não da sua plenitude;
6se estes são os que recebem a presença do Filho, mas não a plenitude do Pai; por isso são corpos terrestres, e não corpos celestes, e diferem em glória como a lua difere do sol;
6g estes são os que não são valentes no testemunho de Jesus; por isso não obtiveram a coroa sobre o reino do nosso Deus.
6h E agora esta é a visão que tivemos do terrestre, que o Senhor nos mandou escrever enquanto ainda estávamos no Espírito.

7a E novamente, vimos a glória do telestial, cuja glória é a do menor, assim como a glória das estrelas difere daquela da glória da lua no firmamento;
7b estes são os que não receberam o evangelho de Cristo, nem o testemunho de Jesus;
7c estes são os que não negam o Espírito Santo;
7d estes são os que são lançados no inferno;
7e estes são os que não serão redimidos do diabo, até a última ressurreição, até que o Senhor, o próprio Cristo, o Cordeiro, tenha terminado a sua obra;
7e estes são os que não recebem da sua plenitude no mundo eterno, mas do Espírito Santo pelo ministério terrestre; e os terrestres pela ministração dos celestes: e também os telestial o recebem da administração de anjos, que são designados para ministrar por eles, ou que são designados para serem espíritos ministradores para eles, pois serão herdeiros da salvação.
7g E assim vimos na visão celestial, a glória do telestial que excede todo o entendimento; e ninguém o conhece, exceto aquele a quem Deus o revelou.
7h E assim vimos a glória do terrestre, que supera em todas as coisas a glória do telestial, sim em glória, e em poder, e em poder, e em domínio.
7i E assim vimos a glória do celestial, que supera em todas as coisas; onde Deus, o Pai, reina em seu trono para todo o sempre, diante de cujo trono todas as coisas se curvam em humilde reverência e lhe dão glória para todo o sempre.
7j Os que habitam em sua presença são a igreja do Primogênito; e eles vêem como são vistos, e conhecem como são conhecidos, tendo recebido de sua plenitude e de sua graça; e ele os iguala em poder, e em poder, e em domínio.
7k E a glória do celestial é uma, assim como a glória do sol é uma. E a glória do terrestre é uma, assim como a glória da lua é uma.
71 E a glória do telestial é uma, assim como a glória das estrelas é uma, pois como uma estrela difere de outra estrela em glória, assim também difere uma da outra em glória no mundo telestial; porque estes são os que são de Paulo, e de Apolo, e de Cefas;
7m estes são os que dizem que são uns de um e outros de outro, alguns de Cristo, e alguns de João, e alguns de Moisés, e alguns de Elias; e alguns de Esais, e alguns de Isaías, e alguns de Enoque, mas não receberam o evangelho, nem o testemunho de Jesus, nem os profetas; nem a aliança eterna;
7n por último, todos estes são os que não serão reunidos com os santos, para serem arrebatados para a igreja dos Primogênitos e recebidos na nuvem;
7esses são os mentirosos, e os feiticeiros, e os adúlteros, e os devassos, e os que amam e mentem;
7p estes são os que sofrem a ira de Deus na terra;
7q estes são os que sofrem a vingança do fogo eterno;
7r estes são os que são lançados no inferno e sofrem a ira do Deus Todo-Poderoso até a plenitude dos tempos, quando Cristo terá subjugado todos os inimigos sob seus pés, e terá aperfeiçoado sua obra, quando ele entregará o reino e apresentará ao Pai sem mancha, dizendo:
7s Eu venci e sozinho pisei o lagar, o lagar do vinho do furor da ira do Deus Todo-Poderoso; então ele será coroado com a coroa da sua glória, para se sentar no trono do seu poder para reinar para todo o sempre.
7t Mas eis que vimos a glória e os habitantes do mundo telestial, que eram tão inumeráveis como as estrelas no firmamento do céu, ou como a areia na praia do mar, e ouvimos a voz do Senhor dizendo :
7u Todos estes dobrarão os joelhos, e toda língua confessará àquele que está assentado sobre o trono para todo o sempre;
7v porque serão julgados segundo as suas obras; e cada um receberá de acordo com suas próprias obras e seu próprio domínio, nas mansões que estão preparadas, e eles serão servos do Altíssimo, mas onde Deus e Cristo habitam eles não podem vir, mundos sem fim.
7w Este é o fim da visão que tivemos, que nos foi ordenado que escrevêssemos enquanto ainda estávamos no Espírito.

8a Mas grandes e maravilhosas são as obras do Senhor e os mistérios do seu reino, que ele nos mostrou, que excede todo o entendimento em glória, e em poder e em domínio, que ele nos ordenou que não escrevêssemos enquanto estivéssemos ainda no Espírito, e não é lícito ao homem proferir,
8b nem o homem é capaz de torná-los conhecidos, pois só podem ser vistos e compreendidos pelo poder do Espírito Santo, que Deus concede àqueles que o amam e se purificam diante dele; a quem ele concede esse privilégio de ver e conhecer por si mesmos;
8c para que pelo poder e manifestação do Espírito, enquanto na carne, possam suportar sua presença no mundo de glória. E a Deus e ao Cordeiro seja glória, e honra, e domínio para todo o sempre. Um homem.

Biblioteca das Escrituras:

Dica de pesquisa

Digite uma única palavra ou use aspas para pesquisar uma frase inteira (por exemplo, "porque Deus amou o mundo de tal maneira").

The Remnant Church Headquarters in Historic District Independence, MO. Church Seal 1830 Joseph Smith - Church History - Zionic Endeavors - Center Place

Para recursos adicionais, visite nosso Recursos para membros página.