O Livro de Morôni

O Livro de Morôni

Capítulo 1

1 Ora, eu, Morôni, depois de terminar de resumir o relato do povo de Jarede, supus não ter escrito mais, mas ainda não morri; e não me dou a conhecer aos lamanitas, para que não me destruam.
2 Pois eis que suas guerras são muito ferozes entre si; e por causa de seu ódio, eles mataram todo nefita que não negasse a Cristo.
3 E eu, Morôni, não negarei o Cristo; portanto, ando por onde posso, para a segurança de minha própria vida.
4 Portanto, escrevo mais algumas coisas, ao contrário do que havia imaginado; pois supus não ter escrito mais; mas escrevo mais algumas coisas, para que talvez sejam de valor para meus irmãos, os lamanitas, em algum dia futuro, de acordo com a vontade do Senhor.

 

Morôni, Capítulo 2

1 As palavras de Cristo, que ele falou aos seus discípulos, os doze que ele havia escolhido, impondo-lhes as mãos.
2 E chamou-os pelo nome, dizendo: Invocareis o Pai em meu nome, em fervorosa oração; e depois que fizerdes isso, tereis poder para dar o Espírito Santo àquele a quem impusermos as mãos; e em meu nome o dareis, pois assim fazem meus apóstolos.
3 Ora, Cristo falou-lhes estas palavras no momento de sua primeira aparição; e a multidão não o ouviu, mas os discípulos o ouviram, e sobre todos os que puseram as mãos, caiu o Espírito Santo.

 

Morôni, Capítulo 3

1 Como os discípulos, chamados anciãos da igreja, ordenaram sacerdotes e mestres.
2 Depois de terem orado ao Pai em nome de Cristo, impuseram-lhes as mãos e disseram: Em nome de Jesus Cristo te ordeno sacerdotes; (ou se ele for um professor;) Eu ordeno que você seja um professor, para pregar arrependimento e remissão de pecados por meio de Jesus Cristo, pela perseverança da fé em seu nome até o fim. Um homem.
3 E dessa maneira ordenaram sacerdotes e mestres, de acordo com os dons e chamados de Deus para os homens; e eles os ordenaram pelo poder do Espírito Santo, que estava neles.

 

Morôni, Capítulo 4

1 A maneira de seus presbíteros e sacerdotes administrarem a carne e o sangue de Cristo à igreja:
2 E eles o administraram de acordo com os mandamentos de Cristo; portanto, sabemos que a maneira é verdadeira, e o ancião ou sacerdote a administrava:
3 E ajoelharam-se com a igreja e oraram ao Pai em nome de Cristo, dizendo:
4 Ó Deus, Pai eterno, nós te pedimos em nome de teu Filho Jesus Cristo, que abençoes e santifiques este pão às almas de todos os que dele participam, para que comam em memória do corpo de teu Filho, e testemunhai a ti, ó Deus, o Pai eterno, que eles estão dispostos a tomar sobre si o nome de teu Filho, e sempre se lembrarem dele, e guardarem os mandamentos que ele lhes deu, para que tenham sempre o seu Espírito para estar com ele. eles. Um homem.

 

Morôni, Capítulo 5

1 A maneira de administrar o vinho.
2 Eis que tomaram o cálice e disseram:
3 Ó Deus, Pai eterno, nós te pedimos, em nome de teu Filho Jesus Cristo, que abençoes e santifiques este vinho para as almas de todos os que dele beberem, para que o façam em memória do sangue do teu Filho que foi derramado por eles, para que testemunhem a ti, ó Deus, o eterno Pai, que sempre se lembram dele, para que tenham o seu Espírito com eles. Um homem.

 

Morôni, Capítulo 6

1 E agora falo a respeito do batismo.
2 Eis que anciãos, sacerdotes e mestres foram batizados; e eles não foram batizados, a não ser que deram frutos dignos deles; nem receberam ninguém para o batismo, a não ser que saíram com o coração quebrantado e o espírito contrito e testemunharam à igreja que realmente se arrependeram de todos os seus pecados.
3 E ninguém foi recebido ao batismo, a não ser que tomou sobre si o nome de Cristo, tendo a determinação de servi-lo até o fim.
4 E depois de terem sido recebidos no batismo e de serem trabalhados e purificados pelo poder do Espírito Santo, eles foram contados entre o povo da igreja de Cristo,
5 E seus nomes foram tomados para que fossem lembrados e nutridos pela boa palavra de Deus, para mantê-los no caminho certo, para mantê-los continuamente vigilantes em oração, confiando somente nos méritos de Cristo, que foi o autor e consumador de sua fé.
6 E a igreja se reunia muitas vezes para jejuar e orar, e para falar uns com os outros sobre o bem de suas almas; e eles se reuniam muitas vezes para participar do pão e do vinho, em memória do Senhor Jesus;
7 E eles eram rigorosos em observar que não deveria haver iniqüidade entre eles; e quem foi achado cometendo iniqüidade, e três testemunhas da igreja os condenaram diante dos anciãos;
8 E se não se arrependessem e não confessassem, seus nomes eram apagados e não eram contados entre o povo de Cristo; mas sempre que se arrependeram e pediram perdão, com real intenção, foram perdoados.
9 E suas reuniões eram dirigidas pela igreja, segundo a maneira das obras do Espírito e pelo poder do Espírito Santo; pois como o poder do Espírito Santo os conduzia a pregar ou exortar, orar, suplicar ou cantar, assim foi feito.

——————————————————————————–

Morôni, Capítulo 71 E agora, eu Morôni, escrevo algumas das palavras de meu pai Mórmon, que ele falou sobre fé, esperança e caridade; pois dessa maneira ele falou ao povo, como ele os ensinou na sinagoga que eles construíram para o local de culto.
2 E agora eu, Mórmon, falo a vocês, meus amados irmãos; e é pela graça de Deus, o Pai, e nosso Senhor Jesus Cristo, e sua santa vontade, por causa do dom de seu chamado para mim, que me é permitido falar a vocês neste momento;
3 Portanto, quero falar a vocês que são da igreja, que são os pacíficos seguidores de Cristo e que obtiveram uma esperança suficiente, pela qual podem entrar no descanso do Senhor, desde agora, até que descansem com ele no céu.
4 E agora, meus irmãos, julgo estas coisas de vocês por causa de sua caminhada pacífica com os filhos dos homens; porque me lembro da palavra de Deus, que diz: Por suas obras os conhecereis; porque se as suas obras são boas, também são boas.
5 Pois eis que Deus disse: O homem, sendo mau, não pode fazer o bem; pois se ele oferece um presente, ou ora a Deus, a menos que o faça com real intenção, de nada lhe aproveita.
6 Pois eis que não lhe é imputado como justiça.
7 Pois eis que, se um homem, sendo mau, dá uma dádiva, faz-o de má vontade; portanto, é contado para ele como se ele tivesse retido o dom; por isso é considerado mau diante de Deus.
8 E do mesmo modo também é considerado mal ao homem, se ele orar, e não com real intenção de coração; sim, e isso nada lhe aproveita; pois Deus não recebe tal coisa; portanto, sendo um homem mau, não pode fazer o que é bom; nem ele dará um bom presente.
9 Pois eis que uma fonte amarga não pode produzir água boa; nem pode uma boa fonte produzir água amarga; portanto, sendo um homem servo do diabo, não pode seguir a Cristo; e se ele segue a Cristo, ele não pode ser um servo do diabo.
10 Portanto, todas as coisas boas vêm de Deus; e o que é mau vem do diabo; pois o diabo é inimigo de Deus e luta contra ele continuamente, e convida e incita a pecar e a fazer o que é mau continuamente.
11 Mas eis que o que é de Deus convida e incita a fazer o bem continuamente; portanto, tudo o que convida e seduz a fazer o bem, amar a Deus e servi-lo, é inspirado por Deus.
12 Portanto, meus amados irmãos, acautelai-vos para que não julgueis que o mal é de Deus, ou o que é bom e de Deus, como sendo do diabo.
13 Pois eis que, meus irmãos, vos é dado julgar, para que possais distinguir o bem do mal; e o modo de julgar é tão claro, para que saibais com perfeito conhecimento, como a luz do dia é da noite escura.
14 Pois eis que o Espírito de Cristo é dado a todos os homens, para que possam distinguir o bem do mal; por isso vos mostro o modo de julgar: porque tudo o que convida a fazer o bem e a persuadir a crer em Cristo é enviado pelo poder e dom de Cristo;
15 Portanto, podeis saber com perfeito conhecimento que é de Deus; mas tudo o que persuadir os homens a praticar o mal, e não crer em Cristo, e negá-lo, e não servir a Deus, então sabereis com perfeito conhecimento que é do diabo,
16 Pois assim é que o diabo opera, pois não persuade a ninguém a fazer o bem, a ninguém; nem seus anjos; nem os que se sujeitam a ele.
17 E agora, meus irmãos, vendo que conheceis a luz pela qual podeis julgar, que é a luz de Cristo, vede que não julgueis erradamente; pois com o mesmo julgamento que julgais, também sereis julgados.
18 Rogo-vos, pois, irmãos, que procureis diligentemente na luz de Cristo, para que possais distinguir o bem do mal; e se você se apegar a todas as coisas boas e não as condenar, certamente será um filho de Cristo.
19 E agora, meus irmãos, como é possível que possais lançar mão de todas as coisas boas?
20 E agora chego àquela fé, da qual eu disse que falaria; e eu vos direi o caminho pelo qual podeis lançar mão de tudo o que é bom.
21 Pois eis que Deus conhecendo todas as coisas, sendo de eternidade a eternidade, eis que enviou anjos para ministrar aos filhos dos homens, para manifestar a respeito da vinda de Cristo; e em Cristo deve vir toda coisa boa.
22 E Deus também declarou aos profetas por sua própria boca que Cristo viria.
23 E eis que havia diversas maneiras pelas quais ele manifestava coisas aos filhos dos homens, que eram boas; e todas as coisas que são boas vêm de Cristo, caso contrário os homens teriam caído, e nada de bom poderia vir a eles.
24 Portanto, pela ministração de anjos e por toda palavra que sai da boca de Deus, os homens começaram a exercer fé em Cristo; e assim, pela fé, eles se apegaram a todas as coisas boas; e assim foi até a vinda de Cristo.
25 E depois que ele veio, os homens também foram salvos pela fé em seu nome; e pela fé, eles se tornam filhos de Deus.
26 E tão certo como Cristo vive, ele falou estas palavras a nossos pais, dizendo: Tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome, que for bom, crendo com fé que recebereis, eis que vos será feito.
27 Portanto, meus amados irmãos, os milagres cessaram, porque Cristo subiu ao céu e se assentou à direita de Deus, para reivindicar do Pai os direitos de misericórdia que ele tem sobre os filhos dos homens;
28 Pois ele atendeu aos propósitos da lei e reivindica todos os que nele têm fé; e os que nele têm fé se apegarão a tudo o que é bom; por isso ele defende a causa dos filhos dos homens; e ele habita eternamente nos céus?
29 E porque ele fez isso, meus amados irmãos, os milagres cessaram?
30 Eis que vos digo: Não; nem os anjos deixaram de ministrar aos filhos dos homens.
31 Pois eis que estão sujeitos a ele, para ministrar de acordo com a palavra de seu mandamento, mostrando-se aos que têm fé forte e mente firme, em toda forma de piedade.
32 E o ofício de seu ministério é chamar os homens ao arrependimento e cumprir e fazer a obra dos convênios do Pai que ele fez com os filhos dos homens, para preparar o caminho entre os filhos dos homens, declarando a palavra de Cristo aos vasos escolhidos do Senhor, para que dêem testemunho dele;
33 E ao fazer isso, o Senhor Deus prepara o caminho para que o restante dos homens tenha fé em Cristo, para que o Espírito Santo tenha lugar em seus corações, de acordo com seu poder;
34 E desta maneira cumpre com o Pai os convênios que fez com os filhos dos homens.
35 E Cristo disse: Se tiverdes fé em mim, tereis poder para fazer tudo o que me parecer conveniente.
36 E ele disse: Arrependei-vos todos vós, confins da terra, e vinde a mim e sede batizados em meu nome, e tende fé em mim, para que sejais salvos.
37 E agora, meus amados irmãos, se for verdade que estas coisas que vos falei são verdadeiras, e Deus vos mostrará com poder e grande glória no último dia que são verdadeiras; e se eles são verdadeiros, o dia dos milagres cessou?
38 Ou os anjos deixaram de aparecer aos filhos dos homens?
39 Ou ele reteve o poder do Espírito Santo deles?
40 Ou ele irá, enquanto durar o tempo, ou a terra permanecer, ou haverá um homem sobre a sua face para ser salvo?
41 Eis que vos digo: Não, porque é pela fé que se fazem milagres; e é pela fé que os anjos aparecem e ministram aos homens;
42 Portanto, se estas coisas cessaram, ai dos filhos dos homens, porque é por causa da incredulidade e tudo é vão; pois nenhum homem pode ser salvo, de acordo com as palavras de Cristo, a menos que tenham fé em seu nome;
43 Portanto, se cessaram estas coisas, cessou também a fé; e terrível é o estado do homem: pois eles são como se não houvesse redenção.
44 Mas eis que, meus amados irmãos, julgo melhores coisas de vós, porque julgo que tendes fé em Cristo por causa de vossa mansidão; pois, se não tiverdes fé nele, não sois dignos de ser contados entre o povo de sua igreja.
45 E novamente meus amados irmãos, gostaria de falar a vocês a respeito da esperança.
46 Como podeis alcançar a fé, se não tiverdes esperança? E o que é que você deve esperar?
47 Eis que vos digo que, pela expiação de Cristo e pelo poder de sua ressurreição, tereis esperança de ser ressuscitados para a vida eterna; e isso por causa de sua fé nele de acordo com a promessa;
48 Portanto, se um homem tem fé, ele precisa ter esperança; pois sem fé não pode haver esperança.
49 E também eis que vos digo que ele não pode ter fé e esperança, a não ser que seja manso e humilde de coração; se assim for, sua fé e esperança são vãs, pois ninguém é aceitável diante de Deus, exceto os mansos e humildes de coração;
50 E se um homem for manso e humilde de coração e confessar pelo poder do Espírito Santo que Jesus é o Cristo, ele precisa ter caridade; pois se ele não tem caridade, ele não é nada; portanto, ele precisa ter caridade.
51 E a caridade é sofredora, é benigna, não é invejosa e não se ensoberbece, não busca os seus interesses, não se irrita facilmente, não suspeita mal e não se regozija com a iniqüidade, mas regozija-se com a verdade, tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta; Portanto, meus amados irmãos, se não tendes caridade, nada sois, porque a caridade nunca falha.
52 Portanto, apegai-vos à caridade, que é a maior de todas, porque todas as coisas hão de falhar; mas a caridade é o puro amor de Cristo e dura para sempre; e quem for achado possuído por ela no último dia, tudo irá bem para eles.
53 Portanto, meus amados irmãos, orai ao Pai com toda a energia do coração, para que sejais cheios desse amor que ele concedeu a todos os que são verdadeiros seguidores de seu Filho Jesus Cristo, para que vos torneis filhos de Deus , que quando ele aparecer, seremos como ele; pois o veremos como ele é, para que tenhamos essa esperança, para que sejamos purificados, assim como ele é puro. Um homem.

 

Morôni, Capítulo 8

1 Uma epístola de meu pai Mórmon, escrita para mim, Morôni: e foi escrita para mim logo após meu chamado para o ministério.
2 E assim me escreveu, dizendo: Meu amado filho, Morôni, regozijo-me muito porque vosso Senhor Jesus Cristo se lembrou de vós e vos chamou para seu ministério e para sua santa obra.
3 Sempre me lembro de vocês em minhas orações, orando continuamente a Deus Pai, em nome de seu santo filho, Jesus, para que ele, por sua infinita bondade e graça, os guarde pela perseverança da fé em seu nome para o fim.
4 E agora, meu filho, falo-te sobre o que me entristece muito; pois me entristece que surjam disputas entre vocês.
5 Pois, se eu aprendi a verdade, houve disputas entre vocês sobre o batismo de seus filhinhos.
6 E agora, meu filho, desejo que trabalhes diligentemente para que este erro crasso seja removido de teu meio; pois, para este propósito eu escrevi esta epístola.
7 Pois logo depois de saber essas coisas de vocês, perguntei ao Senhor sobre o assunto.
8 E a palavra do Senhor veio a mim pelo poder do Espírito Santo, dizendo: Ouça as palavras de Cristo, seu Redentor, seu Senhor e seu Deus.
9 Eis que não vim ao mundo para chamar justos, mas pecadores ao arrependimento; o todo não precisa de médico, mas os doentes; por isso as criancinhas são sãs, pois não são capazes de pecar; por isso a maldição de Adão é tirada deles em mim, de modo que não tem poder sobre eles; e a lei da circuncisão é abolida em mim.
10 E dessa maneira o Espírito Santo me manifestou a palavra de Deus; portanto, meu amado filho, sei que é solene zombaria diante de Deus batizar criancinhas.
11 Eis que vos digo que esta coisa devereis ensinar: arrependimento e batismo aos que são responsáveis e capazes de cometer pecado; sim, ensinem aos pais que devem arrepender-se e ser batizados, e humilhar-se como seus filhinhos, e todos serão salvos com seus filhinhos; e seus filhinhos não precisam de arrependimento nem de batismo.
12 Eis que o batismo é para o arrependimento para o cumprimento dos mandamentos para a remissão dos pecados.
13 Mas as criancinhas estão vivas em Cristo, desde a fundação do mundo; se não for assim, Deus é um Deus parcial, e também um Deus mutável, e que faz acepção de pessoas; pois quantas criancinhas morreram sem batismo.
14 Portanto, se as criancinhas não puderam ser salvas sem o batismo, elas devem ter ido para um inferno sem fim.
15 Eis que vos digo que aquele que supõe que as criancinhas precisam de batismo está em fel de amargura e em laços de iniqüidade; pois ele não tem fé, esperança ou caridade; portanto, se ele for cortado enquanto estiver no pensamento, ele deve descer ao inferno.
16 Pois terrível é a maldade de supor que Deus salva uma criança por causa do batismo, e a outra deve perecer porque não tem batismo.
17 Ai daquele que perverter os caminhos do Senhor dessa maneira, porque perecerão, a menos que se arrependam.
18 Eis que falo com ousadia, tendo autoridade de Deus; e não temo o que o homem possa fazer; pois o perfeito amor lança fora todo medo; e estou cheio de caridade, que é amor eterno; por isso todos os filhos são iguais para mim; por isso amo as criancinhas com um amor perfeito; e eles são todos iguais e participantes da salvação.
19 Pois eu sei que Deus não é um Deus parcial, nem um ser mutável; mas ele é imutável de toda eternidade para toda eternidade.
20 As criancinhas não podem se arrepender; portanto, é terrível maldade negar-lhes as puras misericórdias de Deus, pois todos estão vivos nele por causa de sua misericórdia.
21 E aquele que diz que as criancinhas precisam de batismo, nega as misericórdias de Cristo e despreza a sua expiação e o poder de sua redenção.
22 Ai deles, pois estão em perigo de morte, inferno e um tormento sem fim.
23 Falo com ousadia, Deus me ordenou.
24 Ouça-os e preste atenção, ou eles se levantarão contra você no tribunal de Cristo.
25 Pois eis que todas as criancinhas estão vivas em Cristo, e também todos os que estão sem a lei.
26 Porque o poder da redenção vem sobre todos os que não têm lei; portanto, aquele que não é condenado, ou aquele que não está sob condenação, não pode se arrepender; e para tal batismo de nada vale.
27 Mas é zombaria diante de Deus, negando as misericórdias de Cristo e o poder do seu Espírito Santo, e confiando em obras mortas.
28 Eis, meu filho, isso não deveria acontecer; pois o arrependimento é para os que estão sob condenação e sob a maldição de uma lei quebrada.
29 E as primícias do arrependimento é o batismo; e o batismo vem pela fé, para o cumprimento dos mandamentos; e o cumprimento dos mandamentos traz a remissão dos pecados; e a remissão dos pecados traz mansidão e humildade de coração; e por causa da mansidão e humildade de coração, vem a visitação do Espírito Santo, o qual Consolador enche de esperança e amor perfeito, amor que perdura pela diligência em oração, até que venha o fim, quando todos os santos habitarão com Deus.
30 Eis, meu filho, escrever-te-ei novamente se não sair logo contra os lamanitas.
31 Eis que o orgulho desta nação, ou do povo dos nefitas, provou sua destruição, a menos que se arrependam.
32 Ore por eles, meu filho, para que o arrependimento chegue até eles.
33 Mas eis que temo que o Espírito tenha cessado de lutar com eles; e nesta parte da terra eles também estão procurando derrubar todo poder e autoridade que vem de Deus; e eles estão negando o Espírito Santo.
34 E depois de rejeitar tão grande conhecimento, meu filho, eles devem perecer em breve, para o cumprimento das profecias que foram proferidas pelos profetas, bem como as palavras do próprio Salvador.
35 Adeus, meu filho, até que eu te escreva, ou te encontre novamente. Um homem.

 

Morôni, Capítulo 9

A Segunda Epístola de Mórmon a seu filho Morôni.1 Meu amado filho, escrevo-te novamente para que saibas que ainda estou vivo, mas escrevo algo que é doloroso.
2 Pois eis que tive uma dura batalha com os lamanitas, na qual não vencemos; e Arqueanto caiu pela espada, e também Luram e Emron; sim, e perdemos um grande número de nossos homens escolhidos.
3 E agora eis que, meu filho, temo que os lamanitas destruam este povo, pois não se arrependem e Satanás os incita continuamente à ira, uns com os outros.
4 Eis que trabalho continuamente com eles; e quando eu falo a palavra de Deus com nitidez, eles estremecem e se enfurecem contra mim; e quando eu não uso agudeza, eles endurecem seus corações contra isso; por isso temo que o Espírito do Senhor tenha cessado de lutar com eles.
5 Pois eles se enfurecem tanto, que me parece que não temem a morte; e eles perderam seu amor, um pelo outro; e eles têm sede de sangue e vingança continuamente.
6 E agora, meu filho amado, apesar de sua dureza, trabalhemos diligentemente; pois se pararmos de trabalhar, seremos condenados; pois temos um trabalho a realizar enquanto neste tabernáculo de barro, para que possamos vencer o inimigo de toda justiça e descansar almas no reino de Deus.
7 E agora escrevo algo sobre os sofrimentos deste povo.
8 Pois, de acordo com o conhecimento que recebi de Amoron, eis que os lamanitas têm muitos prisioneiros, que tomaram da torre de Sherrizah; e havia homens, mulheres e crianças.
9 E os maridos e pais daquelas mulheres e crianças que mataram; e alimentam as mulheres da carne de seus maridos, e os filhos da carne de seus pais; e nenhuma água, exceto um pouco, eles dão a eles.
10 E apesar dessa grande abominação dos lamanitas, não excede a de nosso povo em Moriântum.
11 Pois eis que muitas das filhas dos lamanitas fizeram prisioneiras: e depois de privá-las daquilo que era mais caro e precioso acima de todas as coisas, que é a castidade e a virtude; e depois de terem feito isso, eles os mataram da maneira mais cruel, torturando seus corpos até a morte; e depois de terem feito isso, eles devoram sua carne como animais selvagens, por causa da dureza de seus corações; e eles fazem isso por um sinal de bravura.
12 Ó meu filho amado, como pode um povo como este, que não tem civilização; (e apenas alguns anos se passaram, e eles eram um povo civilizado e agradável;) mas, ó meu filho, como pode um povo como este, cujo prazer está em tanta abominação, como podemos esperar que Deus permaneça seu mão em julgamento contra nós?
13 Eis que meu coração clama: Ai deste povo.
14 Sai em juízo, ó Deus, e esconde os seus pecados, e maldades, e abominações de diante da tua face.
15 E também, meu filho, há muitas viúvas e suas filhas que permanecem em Sherrizah; e a parte das provisões que os lamanitas não levaram, eis que o exército de Zenefi levou e os deixou vagando por onde quer que pudessem em busca de alimento; e muitas velhas desmaiam pelo caminho e morrem.
16 E o exército que está comigo é fraco; e os exércitos dos lamanitas estão entre mim e Sherrizah; e tantos quantos fugiram para o exército de Arão, foram vítimas de sua terrível brutalidade.
17 Ó depravação do meu povo! eles são sem ordem e sem misericórdia.
18 Eis que sou apenas um homem, e tenho apenas a força de um homem, e não posso mais fazer cumprir os meus mandamentos; e eles se tornaram fortes em sua perversão;
19 E eles são igualmente brutais, não poupando ninguém, nem velho nem jovem; e eles se deleitam em tudo, exceto no que é bom; e os sofrimentos de nossas mulheres e nossos filhos em toda a face desta terra excedem tudo; sim, a língua não pode dizer, nem pode ser escrito.
20 E agora meu filho, não me detenho mais nesta cena horrível.
21 Eis que conheces a maldade deste povo; tu sabes que eles são sem princípios e sem sentimentos; e sua maldade excede a dos lamanitas.
22 Eis, meu filho, não posso recomendá-los a Deus para que ele não me fira.
23 Mas eis que, meu filho, recomendo-te a Deus e confio em Cristo que serás salvo; e rogo a Deus que ele poupe tua vida, para testemunhar o retorno de seu povo a ele, ou sua destruição total;
24 Pois sei que eles devem perecer, a menos que se arrependam e voltem para ele; e se eles perecerem, será como os jareditas, por causa da obstinação de seus corações, buscando sangue e vingança.
25 E se perecerem, sabemos que muitos de nossos irmãos discordaram dos lamanitas e muitos mais também discordarão deles;
26 Portanto, escreva algumas coisas, se você for poupado; e eu pereceria e não te veria; mas eu confio que eu possa te ver em breve; pois tenho registros sagrados que te entregaria.
27 Filho meu, seja fiel em Cristo; e que as coisas que escrevi não te entristeçam, para te pesar até a morte, mas que Cristo te levante, e que seus sofrimentos e morte, e a apresentação de seu corpo a nossos pais, e sua misericórdia e longanimidade, e a esperança da sua glória e da vida eterna esteja para sempre na vossa mente.
28 E que a graça de Deus Pai, cujo trono está no alto dos céus, e de nosso Senhor Jesus Cristo, que está assentado à direita do seu poder, até que todas as coisas lhe sejam sujeitas, sejam e permaneçam convosco para sempre. Um homem.

 

Morôni, Capítulo 10

1 Agora eu, Morôni, escrevo o que me parece bom; e escrevo a meus irmãos lamanitas e gostaria que soubessem que mais de quatrocentos e vinte anos se passaram desde que foi dado o sinal da vinda de Cristo.
2 E eu selo estes registros, depois de ter falado algumas palavras como exortação a vocês.
3 Eis que vos exorto a que, quando lerdes estas coisas, se for sabedoria de Deus que as leiais, vos lembreis de quão misericordioso foi o Senhor para com os filhos dos homens, desde a criação de Adão, até até o tempo em que recebereis estas coisas, e ponderai-as em vossos corações.
4 E quando receberdes essas coisas, eu vos exorto a perguntardes a Deus, o Pai eterno, em nome de Cristo, se essas coisas não são verdadeiras;
5 E se pedirdes com coração sincero, com real intenção, tendo fé em Cristo, ele vos manifestará a verdade disso pelo poder do Espírito Santo; e pelo poder do Espírito Santo podeis conhecer a verdade de todas as coisas.
6 E tudo o que é bom é justo e verdadeiro; portanto, nada que é bom nega o Cristo, mas reconhece que ele é.
7 E podeis saber que ele existe, pelo poder do Espírito Santo; portanto eu vos exorto a não negar o poder de Deus; porque ele opera pelo poder, segundo a fé dos filhos dos homens, a mesma hoje, amanhã e para sempre.
8 E outra vez vos exorto, meus irmãos, que não negueis os dons de Deus, porque são muitos; e eles vêm do mesmo Deus.
9 E há diferentes maneiras pelas quais esses dons são administrados; mas é o mesmo Deus que opera tudo em todos; e eles são dados pelas manifestações do Espírito de Deus aos homens, para beneficiá-los.
10 Pois eis que a um é dado pelo Espírito de Deus, para que ensine a palavra de sabedoria; e a outro, para que, pelo mesmo Espírito, ensine a palavra do conhecimento; e a outro grande fé; e a outro, os dons de curar pelo mesmo Espírito.
11 E outra vez, a outro, para que faça grandes milagres; e outra vez, a outro, para que profetize a respeito de todas as coisas; e novamente, para outro, a contemplação de anjos e espíritos ministradores; e novamente, para outro, todos os tipos de línguas; e ainda, a outro, a interpretação de línguas e de diversos tipos de línguas.
12 E todos esses dons vêm pelo Espírito de Cristo; e eles vêm a cada um individualmente, de acordo com a sua vontade.
13 E eu vos exorto, meus amados irmãos, que vos lembreis de que toda boa dádiva vem de Cristo.
14 E eu vos exorto, meus amados irmãos, que vos lembreis de que ele é o mesmo ontem, hoje e para sempre, e que todos estes dons de que falei, que são espirituais, nunca serão eliminados, mesmo enquanto o mundo existir, somente de acordo com a incredulidade dos filhos dos homens.
15 Portanto, deve haver fé; e se deve haver fé, deve haver também esperança; e se deve haver esperança, deve haver também caridade; e a menos que tenhais caridade, de modo algum podeis ser salvos no reino de Deus;
16 Nem podeis ser salvos no reino de Deus, se não tiverdes fé; nem podeis vós, se não tendes esperança; e se vocês não têm esperança, devem estar desesperados; e o desespero vem por causa da iniqüidade.
17 E Cristo disse verdadeiramente a nossos pais: Se tendes fé, podeis fazer todas as coisas que me são convenientes.
18 E agora falo a todos os confins da Terra que, se chegar o dia em que o poder e os dons de Deus forem aniquilados entre vós, será por causa da incredulidade.
19 E ai dos filhos dos homens, se este for o caso, porque não haverá ninguém que faça o bem entre vós, ninguém.
20 Porque, se entre vós houver alguém que faça o bem, esse agirá pelo poder e pelos dons de Deus.
21 E ai daqueles que fizerem essas coisas e morrerem, pois morrem em seus pecados e não podem ser salvos no reino de Deus; e falo segundo as palavras de Cristo, e não minto.
22 E exorto-vos a lembrar-vos destas coisas; porque logo vem o tempo em que sabereis que não minto, porque me vereis no tribunal de Deus, e o Senhor Deus vos dirá: Não vos anunciei as minhas palavras, que foram escritas por este homem, como alguém chorando dos mortos?
23 Sim, como quem fala do pó?
24 Eu declaro estas coisas para o cumprimento das profecias.
25 E eis que sairão da boca do Deus eterno; e a sua palavra assobiará de geração em geração.
26 E Deus vos mostrará que o que escrevi é verdade.
27 E outra vez vos exorto a vir a Cristo, apegar-vos a toda boa dádiva e não tocar nas dádivas más nem nas coisas impuras.
28 E desperta, e levanta-te do pó, ó Jerusalém; sim, e veste tuas belas vestes, ó filha de Sião, e fortalece tuas estacas e alarga tuas fronteiras para sempre, para que não sejas mais confundida, para que os convênios do Pai eterno que ele fez contigo, ó casa de Israel, pode ser cumprida.
29 Sim, vinde a Cristo e sede aperfeiçoados nele e negai-vos a toda impiedade; e se vos negardes a toda impiedade e amardes a Deus com todo o vosso poder, mente e força, então a sua graça vos bastará, para que por sua graça sejais perfeitos em Cristo; e se pela graça de Deus sois perfeitos em Cristo, de modo algum podeis negar o poder de Deus.
30 E também, se pela graça de Deus sois perfeitos em Cristo, e não negais o seu poder, então sois santificados em Cristo pela graça de Deus, pelo derramamento do sangue de Cristo, que está na aliança do Pai, para remissão dos vossos pecados, para que vos torneis santos sem mancha.
31 E agora me despeço de todos. Em breve irei descansar no paraíso de Deus, até que meu espírito e corpo se reúnam novamente, e eu seja trazido triunfante através do ar, para encontrá-lo diante do agradável tribunal do grande Jeová, o eterno Juiz dos vivos e dos mortos. . Um homem.
O FIM

Biblioteca das Escrituras:

Dica de pesquisa

Digite uma única palavra ou use aspas para pesquisar uma frase inteira (por exemplo, "porque Deus amou o mundo de tal maneira").

scripture

Para recursos adicionais, visite nosso Recursos para membros página.